Chapada: Paulo Souto cobra conclusão de Hospital de Seabra

Postado em set 9 2014 - 11:53am por Jornal da Chapada
souto

Paulo Souto foi categórico ao afirmar que mais importante do que saber quem construiu os hospitais é saber como estão funcionando hoje | FOTO: Reprodução |

“Há cinco anos a população da Chapada está esperando a conclusão do Hospital de Seabra pelo governo do PT”, lembrou o candidato a governador, Paulo Souto, da coligação “Unidos pela Bahia”, ao ser perguntado pelo radialista Mário Kertész sobre a disputa de construção de hospitais na campanha eleitoral, em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta terça-feira (9).

Paulo Souto foi categórico ao afirmar que mais importante do que saber quem construiu os hospitais é saber como estão funcionando hoje. “Pessimamente”, assinalou, mencionando as queixas que ouve das pessoas sobre os serviços públicos de saúde por todas as cidades que tem visitado durante a campanha.

“Neste último final de semana, uma agente comunitária de saúde clamou, quase chorando, para que eu faça alguma coisa pela saúde na Bahia. Segundo ela, as pessoas estão morrendo por falta de assistência médica no estado”, observou o candidato a governador. Segundo ele, se fosse possível quantificar o número de mortes que estão ocorrendo por causa do caos na saúde do governo do PT, se constataria que o problema é muito mais grave do que se imagina.

Paulo Souto também manifestou sua preocupação com a segurança pública, outra responsabilidade governamental ligada diretamente à vida das pessoas, que não vem sendo cumprida com eficiência. “Neste mesmo final de semana, estive numa cidade onde havia duas agências de banco destruídas por bandidos. É o retrato da segurança pública do governo do PT, quando, nos últimos oito anos, mais de 37 mil baianos foram assassinados”.

Lembrando que desse total seriam poupadas 20 mil vidas, se fosse mantida a média anual de assassinatos antes de o PT assumir o governo, Paulo Souto disse que, se eleito, vai começar logo recuperando a relação de confiança entre as polícias e o governo, perdida numa gestão onde ocorreram duas greves.

“Vamos também promover a integração das policias militar e civil com a formação de forças-tarefas, com a participação do Ministério Público, para o combate a assaltos a banco, tráfico de drogas e grupos de extermínio”, anunciou o candidato, acrescentado ainda que investirá em inteligência e tecnologia, além aumentar e distribuir melhor o contingente policial.

Paulo Souto disse que pretende também recuperar a capacidade operacional das companhias especiais, descentralizar o grupamento aéreo e implementar medidas preventivas, como o melhoramento na infraestrutura que facilite o acesso da polícia em áreas que hoje concentram atividades criminosas. “Vamos ainda implantar serviços sociais nessas áreas em parceria com os municípios e ampliar o número de escolas em tempo integral”.

A questão da educação está entre as prioridades do candidato oposicionista, que pretende recuperar a qualidade do ensino público na Bahia em franca decadência depois do governo petista. “Pelo segundo ano consecutivo, a Bahia caiu na avaliação do Ideb. Vamos trabalhar para que possamos ainda alcançar a meta do Ministério da Educação para 2022, que infelizmente está muito distante da atual nota de 2,8, atingida pelo governo do PT”.

Por fim, Paulo Souto demonstrou preocupação com as finanças do estado, que vem apresentando sintomas de desequilíbrio, com a falta de pagamento a fornecedores e a utilização de empréstimos para cobrir despesas correntes. “Espero que até o final do ano o atual governador melhore este quadro pouco alvissareiro das contas públicas. Mas vamos trabalhar, tornando a arrecadação mais eficiente e cortando gastos desnecessários, para cumprirmos o objetivo de elevar a qualidade dos serviços públicos”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.