Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Chapada: Valmir e Nilo são os deputados mais votados em Boa Vista do Tupim

gidu
Valmir e Nilo tiveram expressiva votação na cidade administrada pelo petista Gidu | FOTO: Ascom |

Ao final da apuração das eleições do último domingo, dia 5 de outubro, a dobradinha apoiada pelo grupo político do prefeito de Boa Vista do Tupim, João Durval Passos Trabuco (PT), foi a mais votada do município. Gidu do PT, como é popularmente conhecido, junto com o MST, vereadores e lideranças de movimentos sociais apoiaram Marcelo Nilo (PDT) para deputado estadual e Valmir Assunção (PT) para federal. Nilo obteve 3.264 votos, o que equivale a 35% dos votos válidos e Valmir teve 3.682 votos, o que equivale a 40,7%. A votação da dobradinha, que foi quase casada, superou os números da oposição junta – já que cada um das lideranças que dão testa à administração do prefeito Gidu apoiou uma dobradinha diferente.

nilo
Nilo durante caminhada com população de Boa Vista do Tupim | FOTO: Ascom |

O grupo político do gestor petista ainda ganhou com a chapa majoritária do PT, dando 5.082 votos a Rui Costa, o que corresponde a 60% dos votos válidos, e 5.102 votos a Otto Alencar, cerca de 62,64% dos votos. O grupo ainda colaborou para garantir ampliar a votação da presidente Dilma Rousseff no estado com 5.638 votos, cerca de 65,64% dos votos do colégio eleitoral de Boa Vista do Tupim. “Nossa prioridade imediata é ajudar a eleger Dilma garantindo a votação tanto aqui em Boa Vista do Tupim, quanto na região. Onde Rui, Wagner, Otto e Lula estiverem lá estarei também pedindo voto para a nossa presidenta”, completa Gidu.

dilma
O prefeito petista agora quer ajudar Dilma a se eleger no segundo turno | FOTO: Reprodução |

Segundo turno
Os candidatos Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) se enfrentam em segundo turno e o cenário eleitoral já retorna a partir da tarde desta segunda-feira (6), quando volta a ser permitida a distribuição de material de propaganda política, carreatas, comícios e o uso de alto-falantes ou amplificadores de som. No caso da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, a veiculação é permitida 48 horas após a proclamação do resultado do primeiro turno pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A legislação eleitoral estabelece o dia 11 de outubro como data-limite para o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios