Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Ex-policial Civil é condenado por homicídio da própria esposa

algema
Segundo a denúncia do MP, o crime aconteceu no município de Lauro de Freitas, no ano de 2006 | FOTO: Reprodução |

Mentor intelectual e contratante do homicídio da própria esposa, o ex-policial Civil Iomar Amaral da Silva foi condenado ontem, dia 15, a 13 anos de prisão. A mesma pena deverá ser cumprida por Edilton Duque dos Santos, acusado pelo Ministério Público estadual de ter efetuado o disparo que ceifou a vida de Dyone Brito Reis Amaral (esposa do ex-policial). Segundo a denúncia do MP, o crime aconteceu no município de Lauro de Freitas, no ano de 2006, e foi contratado por Iomar, que pagou a Edilton o valor de R$ 1.800,00. Atualmente, o ex-policial está foragido e, conforme o promotor de Justiça Luciano Valadares, ele também está sendo processado pelo homicídio de outra mulher (que era sua namorada) na comarca de Juazeiro.

Dyone Amaral foi assassinada no dia 25 de maio de 2006, após ser forçada por Edilton a descer do ônibus coletivo em que se encontrava. Ainda de acordo com a denúncia, ela foi retirada do ônibus sob os gritos de Edilton, que, logo em seguida, desferiu o tiro que a matou. Edilton e Iomar foram condenados por homicídio duplamente qualificado: praticado mediante pagamento e por motivo fútil. Extraído do site do MP-BA.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios