Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Salvador: Prefeito ACM Neto admite mudanças

Prefeito de Salvador, ACM Neto |FOTO: Divulgação|
Prefeito de Salvador, ACM Neto |FOTO: Divulgação|

Dar maior eficiência à gestão municipal. É este um dos principais motivos que vão levar o prefeito ACM Neto a realizar a dança das cadeiras que deve ocorrer em 2015 na prefeitura de Salvador, mais especificamente entre o final de janeiro e fevereiro. A centralização de alguns cargos em poder do DEM pode ser revista. O prefeito ACM Neto participou, na tarde e noite de sexta, de uma reunião de planejamento estratégico para conversar com correligionários e aliados sobre o assunto, conforme informou a assessoria de comunicação do munícipe e por isso não poderia conversar com a reportagem da Tribuna.

O objetivo, conforme corre nos bastidores políticos, não é de grandes mudanças, mas de alinhamento técnico com a gestão de Neto no ano de 2015. Os nomes que vão sair de cargos não foram citados pelo prefeito, ainda conforme a assessoria de comunicação do prefeito. Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã de ontem, ACM Neto garantiu que as mudanças independem do resultado da sua administração no ano de 2014 e que não teria a ver com interesses políticos de aliados. “Vou fazer mudanças em alguns nomes, algumas estruturas. Já pensava nisto antes das eleições e faria independentemente do resultado essa revisão administrativa e de posições”, afirmou.

Nem mesmo o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura, Guilherme Bellintani, está imune na dança das cadeiras previstas pelo prefeito democrata. Bellintani, que nos últimos dois anos esteve à frente da pasta, desenvolveu diversas ações que contribuíram para a mudança da cara de Salvador, colaborando a tornar a cidade mais visível no segmento do turismo e no cenário carnavalesco. Além disso, carrega consigo uma boa fama de articulador, abrindo diálogo com setores da cultura baiana. Nos bastidores, afirma-se que ele continuará na gestão, como um dos braços direitos de Neto.

Segundo Bellintani, é natural no meio da gestão haver modificações e ajustes. “O prefeito sempre afirmou que o compromisso é com a eficiência da gestão, e nesse momento é ideal que ache ajustes tanto de funções de órgãos como de pessoas. Agora, quais são, não posso adiantar. Mas qualquer que seja a decisão do prefeito eu acatarei porque sei que é o melhor para a cidade”, afirmou.

De acordo com Neto, está sendo realizado um estudo interno com a sua equipe técnica. “Nós vamos fazer uma reforma que procure dar maior eficiência ao governo. Depois de dois anos tratando diariamente com a cidade e coordenando a máquina pública, a gente já sabe onde é preciso aperfeiçoar, quais são as áreas que devem ser reforçadas, quais estão sobrecarregadas e, portanto, merecem melhor equilíbrio”, enumerou Neto.

Um dos nomes comentados que deverá deixar a gestão municipal é a superintendente da Limpurb, Kátia Alves. Ela, como primeira suplente, pode assumir o mandado de Marco Prisco (PSDB) na Câmara Municipal tão logo ele migre para uma cadeira na Assembleia Legislativa, para onde foi eleito com grande número de votos pela população baiana.

A formulação na reforma administrativa municipal que deverá ser feita pelo prefeito ACM Neto pode ser, segundo informam políticos, um sinal de alerta fruto do resultado das urnas deste ano, que mostraram que o DEM, apesar de ter força como oposição, teve mau desempenho nas urnas. Segundo informou a Tribuna em primeira mão, a gestão municipal já convocou técnicos para apresentarem planos ao prefeito, que pedirá a apreciação da Câmara dos Vereadores.

Durante a entrevista, Neto acrescentou ainda que irá encaminhar um projeto de lei à Câmara Municipal direcionando à reorganização de áreas da prefeitura. “Ela [a reforma] também passa pela mudança de alguns nomes do secretariado, o que é absolutamente natural em uma administração que pretende ser dinâmica e pretende estar cada vez mais sintonizada com os anseios da sociedade”, esclareceu.

Projeto de lei
O prefeito afirmou ainda que a reforma vai contar com um projeto de lei que será encaminhado à Câmara de Vereadores para direcionar a reorganização de áreas da prefeitura. “Ela [a reforma] também passa pela mudança de alguns nomes do secretariado”, garantiu.

Em entrevista, o deputado federal Lúcio Vieira Lima destacou que membros do PMDB se mostram como uma alternativa de Neto, em fase de reavaliação do destino de ser uma das alternativas do prefeito, que reavalia os caminhos do DEM. Conforme adiantou a Tribuna da Bahia, em matéria publica na última sexta-feira, os rumores são de que as alterações na estrutura já estariam bastante adiantadas.

O vereador Joceval Rodrigues, líder da bancada no governo, adiantou: “Existe uma possibilidade de reforma, mas até agora não chegou nada”. Ao contrário dele, o secretário da Casa Civil, Luiz Carreira, demonstrou que há uma sinalização nesse sentido. “A gestão identificou que há uma forte concentração em áreas de obras públicas, que precisa ser olhada com atenção”.

Conforme confirmou à Tribuna da Bahia, o secretário da Casa Civil, Luiz Carreira, disse que há sinalizações e que o objetivo principal é fortalecer a manutenção da cidade. “Tem uma série de ações que podem ser incrementadas”, afirmou na ocasião.

Nos corredores do Palácio Thomé de Souza, a informação é de que as mudanças devem envolver desmembramentos de secretarias e, consequentemente, redução de custos. Há, dizem, um temor da futura relação entre Neto e o governador eleito Rui Costa (PT). O objetivo da reforma na administração municipal tende a favorecer o cenário de 2016, quando Neto deverá se candidatar à reeleição.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios