Sergipe decreta situação de emergência em municípios afetados por falta d’água

Postado em maio 12 2015 - 6:53pm por Jornal da Chapada
sergipe

A previsão é de que a adutora fique pronta até sexta-feira (15) | FOTO: Reprodução/G1 |

Foi publicado nesta terça-feira (12) no Diário Oficial de Sergipe o decreto de situação de emergência nos municípios afetados pelo desabastecimento de água. No último sábado (9), uma ponte sobre o Rio Sergipe, por onde passam duas adutoras que abastem a região metropolitana de Aracaju e os municípios de Laranjeiras e Maruim, desabou e feriu quatro pessoas. Com o decreto, a Secretaria da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) e a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) ficam autorizadas a contratar serviços de forma emergencial, o que já vem sendo feito para a construção de uma nova adutora e para garantir o abastecimento da população dos municípios. Estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas estão sendo afetadas pela falta d’água.

De acordo com o presidente da Deso, Carlos Melo, a nova adutora está sendo montada sobre uma ponte construída para a duplicação da BR 101, mas que está sem uso no momento. Para a obra, houve a contratação de serviços em caráter emergencial, mas o presidente disse que ainda não sabe estimar o custo total da obra. A previsão é de que a adutora fique pronta até sexta-feira (15). Tanto a ponte que desabou como a ponte por onde vai passar a nova adutora são de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit). Em nota, a Superintendência Regional do órgão em Sergipe informou que está dando suporte ao governo do estado para a construção da adutora. Sobre as causas do desabamento, o órgão esclarece que será necessário um estudo aprofundado para determinar o que ocorreu e que vai se posicionar posteriormente. Conforme a nota, as prioridades do Dnit, neste momento, são as ações emergenciais.

As adutoras que se romperam no acidente bombeavam água do rio São Francisco e eram responsáveis por 70% do abastecimento dos quatro municípios da Grande Aracaju (Aracaju, Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão). Atualmente, a Deso trabalha com 30% da capacidade de fornecimento de água. Um rodízio foi implantado para abastecer os bairros afetados a cada 24 horas. Além disso, carros-pipa estão distribuindo águas a hospitais, maternidades, postos de saúde e serviços de segurança, como delegacias e penitenciárias.

Adeilson Santos, 25 anos, e Erivaldo Magno, de 44 anos, duas das quatro pessoas feridas na queda da ponte, tiveram alta hoje de manhã do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju. O adolescente Everton Conceição Bezerra, 16, recebeu atendimento médico no mesmo dia do acidente e foi liberado em seguida. Juracir da Silva Santos, 63, foi transferido na segunda-feira (11) para a Fundação de Beneficência Hospital de Cirurgia, também na capital sergipana, para se submeter a uma cirurgia no fêmur. A assessoria de imprensa do hospital esclarece que não fornece informações sobre o estado de saúde dos pacientes. Da Agência Brasil.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.