Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Chapada: Mostra de Dança de Lençóis realiza mais de 30 apresentações na cidade

foto 1
Na IV Mostra de Dança de Lençóis, diversos profissionais se uniram aos dançarinos locais, em momentos de alegria, descontração e ritmo | FOTO: André Frutuôso |

Na noite deste domingo (26), no palco instalado na Praça Horácio de Matos, no município de Lençóis, na Chapada Diamantina, aconteceu o encerramento da IV Mostra de Dança com a apresentação de diversos profissionais que se uniram aos dançarinos locais, em momentos de alegria, descontração e ritmo. O evento começou no dia 21 de julho, sob a realização do MM Espaço do Corpo e com o apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), unidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA), por meio do Fundo de Cultura do Estado (edital Setorial de Dança 2014 – 20/2013).

foto 5
Performance conduzida por Tutto Gomes na Cachoeirinha | FOTO: André Frutuôso |

Como parte da programação do último dia da mostra, aconteceu, nas águas da Cachoeirinha, uma performance fruto da oficina de Dança Contemporânea Popular, conduzida por Tutto Gomes. E, no auditório do Campus Avançado da Chapada Diamantina (Uefs), foi exibido o documentário “Joelma”, de Edson Bastos, após intervenção performática do ator Fabio Vidal, que desfilou de bicicleta, caracterizado da personagem, pelas ruas da cidade. Nestes 26 dias de dança, a arte se expressou das mais variadas formas com oficinas, performances, intervenções, integração, movimento e apresentações em três palcos na cidade. Os palcos gratuitos e ao ar livre dos bairros do Tomba, Alto da Estrela e da Praça Horácio de Matos receberam uma média de 30 apresentações, entre solos, duetos, trios e grupos.

Intervenções artísticas também aconteceram nas ruas da cosmopolita Lençóis, que recebeu ainda quatro oficinas práticas de dança. Aliás, este foi o diferencial da edição deste ano, as oficinas gratuitas de Criação Coreográfica, Dança Afro Moderna, Dança Contemporânea Popular Brasileira e Dança de Rua. Foram oficinas introdutórias, conduzidas por profissionais especializados, que visavam sensibilizar e estimular a comunidade local para uma prática da dança diferenciada, na certeza de ser esta uma oportunidade de democratizar o acesso à arte na região.

foto 3
As oficinas gratuitas de Criação Coreográfica, Dança Afro Moderna, Dança Contemporânea Popular Brasileira e Dança de Rua foram o diferencial desta edição | FOTO: Foto Zé Henrique Freire |

História da Mostra
E foi lá em 2011, no Dia Internacional da Dança (29 de abril), que o projeto nasceu. A celebração deste dia foi chamada de “Dia D da Dança em Lençóis” e contou com a participação das alunas de balé e dança contemporânea do MM Espaço do Corpo, além das presenças de Ciane Fernandes, Lulu Pugliese, Fábio Vidal, entre outros dançarinos, inaugurando assim o palco da Praça Horácio de Matos, viabilizado através de apoiadores locais.

Foi neste momento que surgiu o ambiente de intercâmbio artístico, um dos destaques da Mostra de Dança de Lençóis. A partir da sua 3° edição, desta vez com apoio financeiro da Secretaria de Cultura do Estado, o projeto expandiu sua ação na cidade, agregou uma quantidade ainda maior de dançarinos, revelou talentos locais e incluiu os dois palcos descentralizados, em uma estratégia de formação de público para a dança.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios