CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Brasil: Juiz decide a favor de réu que desacatou PM e cita música de protesto com palavrão

foto
Juiz se inspira em música do Rage Against the Machine para inocentar réu. Decisão do magistrado cita frase de protesto que contém palavrão. Homem era acusado de desacato a policiais militares | FOTO: Reprodução |

O juiz André Vaz Porto Silva, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Barra Mansa, no Rio de Janeiro, citou uma música da banda Rage Against the Machine em sua decisão que absolveu um réu que teria desacatado a ordem de um policial militar. Na epígrafe da decisão, André Vaz Porto Silva escreveu “Fuck you/I won’t do what you tell me” (Vai se f…, eu não vou fazer o que me manda, em tradução livre), parte da música “Killing in the name” – que fala do racismo impregnado nas instituições de segurança pública. As informações são do jornal Extra.

No caso de Wellington André Ferreira, o réu foi acusado por dois policiais de “ter se recusado a obeceder ordem dos PMs para se encostar na parede e ser revistado, e por tê-los desacatado ao dizer ‘vão se f…, eu conheço meus direitos, vão tomar no c…, seus filhos da p…’.” Os argumentos dos PM’s, no entanto, não convenceram o juiz, que classificou a abordagem como inconstitucional.

“Constato que a ordem emanada dos policiais — para que o acusado assentisse com sua revista pessoal — revestiu-se de duvidosa legalidade”, escreveu o magistrado, para em seguida completar em tom de crítica à corporação: “Regras corruptas não merecem obediência”.

Porto Silva também cita um informe da Comissão Americana de Direitos Humanos (CADH), alegando que a tipificação do crime de desacato “viola a liberdade de expressão”. “Faz-se mister afastarmos de nosso jardim os obstáculos que impedem o sol e a água de fertilizar a terra, pois logo surgirão plantas de cuja existência eu sequer suspeitava”, finaliza. Extraído do site Pragmatismo Político.

Vídeo de Killing In The Name (Rage Against The Machine):

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios