Valmir cobra da Câmara Federal posição sobre prisão de jovens manifestantes

Postado em nov 26 2015 - 6:34pm por Jornal da Chapada
foto6

Valmir Assunção é deputado federal do PT | FOTO: Agência Câmara |

O protesto de jovens contra o crime ambiental em Minas Gerais virou caso de prisão, em Brasília. Na tarde da última quarta (25), a segurança da Câmara Federal conduziu quatro pessoas para averiguação, onde o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) esteve para saber do que os jovens, membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), estavam sendo acusados.

“Todo o Brasil sabe do crime ambiental que aconteceu em Minas Gerais, que a Vale do Rio Doce, empresa responsável, causou naquele estado, precisamente na cidade de Mariana. Esses jovens fizeram um protesto diante de tamanha indignação. E a surpresa é que a segurança desta Casa pegou essas pessoas e levou para uma sala, eu estive lá, e os seguranças falaram que só iriam ouvir e que em seguida liberariam os manifestantes, o que não aconteceu”, informa Assunção.

O deputado federal se diz surpreso com o desenrolar dos fatos. Valmir afirma que foi procurado por volta das oito horas da noite da quarta (25), quando ficou sabendo que a segurança levou os jovens para a Polícia Civil, onde foram presos. “Por determinação não sei de quem, os seguranças pegaram os jovens e levaram para a Polícia Civil e eles estão presos porque vieram denunciar o crime ambiental cometido em Minas. A presidência dessa Casa deve tomar uma atitude imediata, não podemos aceitar isso. Jovens não devem ficar presos por protestarem”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.