Aleluia reclama de discriminação do governo nos repasses de saúde

Postado em mar 1 2016 - 2:46pm por Jornal da Chapada
foto6

Segundo Aleluia, a Secretaria Estadual de Saúde concentra 85% desses recursos federais | FOTO: Reprodução |

“O governo do estado concentra e não aplica devidamente os recursos públicos da saúde, prejudicando as mulheres de Salvador que hoje não encontram vagas nas maternidades da rede pública para parir seus filhos”, reclama o deputado federal José Carlos Aleluia. O problema da capital baiana foi tema de matéria do programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo. “É mais uma notícia negativa, causada pelo governo petista, que mancha a imagem da Bahia nacionalmente. As nossas mulheres mais humildes não estão tendo o direito de gerar seus filhos com dignidade. Estão dando à luz nas ruas ou nas portas dos hospitais”, critica Aleluia.

O presidente estadual do Democratas assinala que a crise no atendimento às mães soteropolitanas é uma das consequências da discriminação do governo estadual no repasse dos recursos da União. “O governo do estado, com a conivência dos correligionários de Brasília, se apropria de recursos que deveriam ser destinados a Salvador, o que deixa a terceira capital do país entre as de menor repasse”.

Um exemplo claro são as verba da Rede Cegonha e de Urgência. Segundo Aleluia, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) concentra 85% desses recursos federais. “Mas mesmo com robusta dotação federal, o governo do estado só executa 12% de seu orçamento para a saúde, enquanto a prefeitura investe 19%, o que significa, em termos relativos, quase o dobro”.

Para Aleluia, para infelicidade geral do povo soteropolitano, a rede pública de hospitais de Salvador é controlada pelo governo estadual, que nesta era petista não tem feito os devidos investimentos para torná-la mais eficiente. “O último investimento significativo do estado em maternidade foi feito por Paulo Souto, com a construção da José Maria Magalhães, há 10 anos. O prefeito ACM Neto, no entanto, vai começar a mudar essa história com o Hospital Municipal, que se encontra em processo licitatório”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.