Bahia: Oficinas de música passarão em cidades do interior baiano

Postado em mar 1 2016 - 5:22pm por Jornal da Chapada
foto6

As oficinas serão ministradas pelo músico Thiago Trad e contarão com a presença de uma banda fixa | FOTO: Sora Maia |

Juazeiro, município localizado na região norte do estado, e Santo Amaro, no recôncavo baiano, serão as únicas cidades do interior que sediarão o projeto Circuito Bahia Experimental – Oficinas de Improvisação e Livre Criação Musical, idealizado pelo músico Thiago Trad e realizado pela Giro Produções Culturais. Além das duas cidades, a capital também será contemplada com a iniciativa.

Promover intercâmbios, improvisações e aprendizado musicais em Salvador, Santo Amaro e Juazeiro estão entre os objetivos do projeto que conta com apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz), através do edital Agitação Cultural: Dinamização de Espaços Culturais.

As oficinas serão ministradas pelo músico Thiago Trad e contarão com a presença de uma banda fixa, formada por quatro músicos – guitarra, baixo, sopro e programações. Em cada cidade, a banda contará com novos integrantes e uma formação própria, além da presença de um artista convidado para compartilhar vivências sobre sua trajetória profissional. São disponibilizadas 30 vagas, das quais 10 são destinadas para aulas práticas e 20 para alunos ouvintes.

Em Salvador, a oficina acontecerá no Espaço Xisto Bahia, de 7 a 12 de março, com inscrição até dia 2; em Santo Amaro, será no Teatro Dona Canô, de 21 a 26 de março, com inscrição até dia 14; já em Juazeiro, o Centro Cultural João Gilberto será palco do projeto de 18 a 23 de abril, com inscrição até 11 de abril; e, novamente em Salvador, o projeto volta a acontecer no Espaço Xisto Bahia, entre os dias 2 a 7 de maio, com inscrição até 25 de abril. As oficinas têm a carga horária de 20h, com encontros de segunda a sexta-feira, de 14h às 18h, e culminarão com uma apresentação pública onde serão mostradas as criações realizadas durante as aulas, com participação de um músico convidado.

De acordo com Thiago Trad, o Circuito Bahia Experimental deverá formar até 90 músicos por meio das oficinas, além de envolver 35 profissionais atrelados à cena cultural. “É importante lembrar que iniciativas assim reverberam por todo mercado envolvendo, além do aspecto formativo, o de economia da cultura, incluindo produtivamente músicos, fotógrafos, produtores, roadies, designers, comunicadores”, explicou.

O projeto também visa incentivar e despertar novas possibilidades de criação dentro de um contexto de improviso experimental, fomentando, assim, o intercâmbio cultural entre diversos músicos do estado. A expectativa é que os participantes possam compreender de que modo se dão as relações estéticas e os processos de elaboração no encontro entre músicos que se dedicam ao trabalho electro/acústico da improvisação musical.

Sobre Thiago Trad – Tem uma trajetória de mais de duas décadas de atuação no cenário musical baiano, a exemplo das bandas Bailinho de Quinta e Cascadura, tendo com esta gravado três premiados discos e um DVD. Bacharel em Percussão Sinfônica pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Trad já realizou centenas de shows Brasil afora, fez parte do Núcleo de Percussão da UFBA, é um dos idealizadores do projeto social Toque Cidadão, integrou o naipe de percussão da Orquestra Sinfônica Popular Brasileira (Camaçari) e já se apresentou com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA). As informações são da Secult.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.