CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

José Carlos Araújo nega ‘celeridade’ apontada por Eduardo Cunha e compara com impeachment

araujo
Carlos Araújo é presidente do Conselho de Ética da Câmara Federal | FOTO: Reprodução/ABr |

O deputado federal José Carlos Araújo (PR-BA) nega que haja ‘celeridade’ na formulação de inquéritos direcionados ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara. O peemedebista é acusado pelo Conselho de Ética da Casa, o qual é presidido por Araújo, de postergar o processo que o investiga. “Celeridade? Um absurdo! Nós começamos esta investigação em 3 de novembro. Estamos andando a duras penas. Nós damos quatro passos para frente e temos que dar três para trás, porque a cada dia ele faz uma manobra, a cada dia ele dá uma ‘penada’, uma canetada, e nós temos que voltar atrás porque é o presidente da Câmara”, analisa, afirmando que as manobras de Cunha interferem diretamente no andamento dos processos.

“Isso atrapalha muito”, frisou em entrevista ao programa Sociedade Urgente, da Rádio Sociedade. De acordo com José Carlos Araújo, basta fazer um comparativo com o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, conduzido por Cunha no Congresso. “Faça uma comparação com o impeachment, não há nada de celeridade”, disse. Ainda em sua justificativa, o presidente do Conselho de Ética recorda que o processo de impedimento foi iniciado em março e finalizado na Câmara no dia 17, com a histórica votação em plenário (de onde foi para o Senado), enquanto que as investigações contra o deputado Eduardo Cunha arrolam desde novembro.”Onde é que está a celeridade nisso?”, questionou. Com redação do site Bocão News.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios