CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal

Temperaturas elevadas e chuvas fracas marcam último fim de semana do mês

foto67
As menores temperaturas devem ser registradas nas áreas serranas da Chapada Diamantina e sudoeste | FOTO: Reprodução/Ana Carla Nunes |

As condições do tempo na Bahia devem ter algumas mudanças, principalmente em relação às chuvas, no último fim de semana do mês. A massa de ar quente e seco, que já vem atuando há algumas semanas sobre o estado, começa a perder força, permitindo o aumento da nebulosidade na maior parte das regiões. Além do enfraquecimento dessa massa de ar, uma frente fria que está se deslocando pelo Sudeste brasileiro deve provocar instabilidade atmosférica, favorecendo a ocorrência de chuvas em algumas áreas, a exemplo do oeste, Chapada Diamantina, sudoeste, Recôncavo e sul. No entanto, é nessa ultima região onde são esperados os maiores volumes.

Por outro lado, nas regiões do São Francisco, norte e nordeste, é a massa de ar que, mesmo enfraquecida, permanece influenciando o tempo, mantendo a nebulosidade reduzida e sem previsão de chuvas na maior parte do período. Mesmo estando na estação do outono, as temperaturas continuam típicas de verão. Os maiores índices, com máximas de até 37°C, são esperados para o oeste, São Francisco e norte. Na faixa leste do estado, as máximas não devem ultrapassar os 33°C. Já as menores temperaturas devem ser registradas nas áreas serranas da Chapada Diamantina e sudoeste, onde as mínimas podem chegar aos 16°C.

tempo
Previsão de IUV e temperaturas por cidades | FOTO: Inema |

Segundo o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), as temperaturas também permanecer elevadas na capital baiana e região metropolitana (mínimas de 23°C e máximas de 33°C), onde a previsão é de céu nublado a parcialmente nublado com possibilidade de chuvas fracas a qualquer hora do dia.

Maré
Para o período entre sexta-feira (29) e domingo (1º), a maré deve atingir a altura máxima no período entre 8h e 12h e entre 20h e 0h do dia seguinte, com valores variando de 1,5 e 2,3 metros. Já as alturas mínimas devem ser registradas no período entre 2h e 6h e entre 14h e 18h, com valores variando de 0,5 a 1,1 metros. As ondas previstas para esse período devem ter agitação fraca, com altura máxima podendo chegar a 1,5 metros.

Índice de Radiação Ultravioleta
No mesmo período, os Índices de Radiação Ultravioleta (IUV’s) permanecem altos, variando de 09 a 11. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estes índices estão classificados nas categorias ‘Muito Alta’ e ‘Extrema’, o que requer cuidados quanto à exposição prolongados à radiação solar, principalmente das 10h às 16h. Para evitar danos à saúde, é recomendado o uso de protetor solar, chapéu, boné, óculos escuros e roupas leves. As informações são do Inema.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas