CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Vereador do PT critica demissões e atraso salarial dos terceirizados do governo da Bahia

foto6
O vereador Luiz Carlos Suíca e a coordenadora geral do Sindilimp durante reunião do sindicato | FOTO: Divulgação |

A demissão em série de trabalhadores terceirizados ligados ao governo da Bahia foi alvo de duras críticas pelo vereador de Salvador, o petista Luiz Carlos Suíca. Em manifestação nesta segunda-feira (23), no Centro Administrativo da Bahia (CAB) os profissionais demitidos e prestes a serem dispensados pedem diálogo, transparência na condução do processo e a reversão das demissões, além do pagamento de salários atrasados. “Além do não pagamento dos vencimentos, o número de demissões que o Estado está fazendo é contra o que prega a Organização Internacional do Trabalho [OIT]. É preciso negociação com os sindicatos, e o governo vem negando isso. Não estou dizendo que vai reverter as demissões, mas tem que negociar, conversar com as pessoas, saber quais são os critérios de demissões”, dispara o edil.

Conforme a coordenadora-geral do Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza da Bahia (Sindilimp-BA), Ana Angélica Rabello, tem terceirizado que já trabalha há 19 anos numa escola e vai ser dispensado assim como outros casos do tipo. “Tem gente com 50 anos de trabalho, prestes a se aposentar e foi demitido. Isso é um crime, é esquecer tudo o que aprenderam e defendiam no movimento sindical, pois quando chegaram ao governo aplicam de forma diferente”, frisa. Ana completa dizendo que: “Não suporto mais, enquanto mulher, ouvir tantas mulheres chorando desesperadas sem emprego e sem salário, o jeito é tocar fogo no corpo para ver se o governo se sensibiliza, e atenta para a sua responsabilidade. O Estado todo está com suas escolas paradas”.

Segundo Suíca, quem faz a máquina funcionar são os terceirizados, o porteiro, a auxiliar de limpeza, a cozinheira, os trabalhadores que têm seus filhos nas escolas. “As diretoras e professoras estão tendo que limpar as escolas. A empresa Salttur se mantém com seus contratos, porque com os vigilantes o governo resolveu acertar? Tem algum deputado por traz do sindicado dos vigilantes, e do Sindilimp é o preconceito que impera? O governo precisa ter sensibilidade pra isso, ou a Serin vai mandar prender de novo os dirigentes e por conta disso está tentando proteger seus candidatos a vereadores?”, contesta o edil petista.

Para o vereador é preciso que o governador Rui Costa tenha sensibilidade e reverta essa situação ou, que ele possa refletir sobre o tempo em que foi do movimento sindical. “Agora eu pergunto porque ele conversou com os petroleiros, o pessoal do Sindae [Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente] e se recusa a conversar com os terceirizados da limpeza? O que está por detrás disso, será que a categoria é menos importante que outras?”, finaliza.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios