CidadesCuriosidadesMenu Principal

Bahia: Curso em Salinas da Margarida fala sobre preservação de patrimônio cultural

salinas
A formação possibilitou um olhar de conhecimento, educação, preservação e valorização dos patrimônios culturais | FOTO: Reprodução |

O Curso de Educação Patrimonial, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação de Salinas da Margarida, no Recôncavo Baiano, mostrou o vasto Patrimônio Cultural Brasileiro e a sua importância para as atividades turísticas no Brasil, na Bahia e no próprio município durante os meses de maio, junho e julho. O curso, ministrado pela Professora Ana Carla Nunes, que é historiadora, turismóloga, especialista em Educação e Cultura e Mestranda em Educação, intercalou momentos de aulas teóricas e práticas para os alunos, que residem em Salinas da Margarida.

Para possibilitar o entendimento da importância do Patrimônio Cultural (Material e Imaterial) foram propostas nas aulas discussões dos conceitos, abordagens sobre sua preservação, sua relevância e uma maior sensibilização dos cursistas. A formação possibilitou um olhar de conhecimento, educação, preservação e valorização dos patrimônios culturais por parte dos moradores da região. Nas visitas à Cidade de Encarnação, distrito de Salinas da Margarida, os alunos puderam conhecer a produção artesanal de diversos tipos de beijus do Sr. Bernardo e Família, visitaram o Terreiro Jiquiriçá da Mãe Jussara (Pequena) e puderam conversar com o Mestre Josildo do Estaleiro Naval de Encarnação.

Os alunos também vivenciaram na Igreja de Nossa Senhora de Encarnação as cantorias e as orações de Nossa Senhora do Rosário entoadas por Dona Robenice, o pandeirista Deni e a Prof. Nicel, moradoras e conhecedoras das histórias da Igreja Católica da Cidade. Na visita à Conceição de Salinas, outro distrito da cidade, os alunos conheceram os patrimônios culturais da cidade e entrevistaram Mãe Silvinha, Sr. Boni e Dona Maria, casal de pescador e marisqueira tradicional da região. Visitaram o terreiro de Candomblé de Rita e a Igreja Batista de Conceição (Pastor Silas), conversaram com D. Maria da Festa de São Roque, e por fim puderam conhecer tia Zéo, rezadeira antiga e bastante conhecida da região.

Na visita à Cairú, Barra do Paraguaçu e Salinas da Margarida os alunos puderam conhecer além da diversidade do patrimônio cultural como casarões, igrejas e praças, também tiveram contato com as tradições orais, tais como a da Barquinha, mantidas pelo Mestre Dilsinho, ouviram as histórias de Dona Roselinda, moradora e pesquisadora antiga da região, conheceram D. Carmen Silva, D. Fia e D. Mundinha, sambadeiras famosas do distrito. Tiveram contato com D. Nardinha, D. Lourença e D. Domingas, todas responsáveis por manter, preservar e legar as tradições da região, o que possibilitaram que os alunos conhecessem e mergulhassem nas histórias orais que compõem a vastidão do patrimônio cultural existente em Salinas da Margarida.

O curso terá como culminância uma viagem a cidade histórica de Cachoeira, prevista para o mês de agosto. Nessa viagem pedagógica, os alunos terão a oportunidade de vivenciar e compreender a importância da cultura, na manutenção das tradições dos povos em nosso Estado. Com informações de Assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios