Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Municípios da Chapada Diamantina estão na mobilização para assegurar boas políticas educacionais

icep
A Chapada Diamantina foi escolhida para assinalar o começo dos trabalhos | FOTO: Divulgação/ICEP |

Nesta quinta-feira (11), a cidade de Seabra, na Chapada Diamantina, sedia o lançamento da campanha “Territórios pela Educação – 2016”, uma iniciativa do Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP) com o apoio de instituições públicas e privadas e adesão significativa das comunidades envolvidas, com destaque para a participação de professores e gestores escolares; estudantes e seus pais e responsáveis; políticos, gestores públicos e conselhos de educação. Esta é a quarta vez que a campanha acontece em ano de eleição, mas como parte de um trabalho permanente de mobilização, que compõe o escopo do trabalho do ICEP.

A Chapada Diamantina foi escolhida para assinalar o começo dos trabalhos pois é onde a Mobilização Social pela Educação promovida pelo Instituto acontece há mais tempo, desde sempre com viés territorial. Municípios de mais dois outros territórios também receberão as atividades, alguns deles pela primeira vez. Vinte e três cidades baianas já confirmaram a participação, dentre elas: Ibitiara, Novo Horizonte, Seabra, Iraquara, Itaetê, Andaraí e Ibicoara – na Chapada; Ituberá e Ibirapitanga – no Pratigi (Baixo Sul); Cardeal da Silva, Entre Rios, Inhambupe, Olindina, Aramari e Itanagra – no Agreste Litoral.

O trabalho em ano eleitoral consiste basicamente em duas etapas: (1) elaboração de propostas para a educação municipal com participação ampla da comunidade, que acontece nos Fóruns Municipais de Educação, fase já em andamento e que culmina na realização do “Dia E”, quando (2) os candidatos à Prefeitura e Câmara de Vereadores se comprometem publicamente com a concretização das propostas. Durante os Fóruns, uma Comissão é formada por voluntários da sociedade civil e do poder públicos para acompanhar a gestão, definir prioridades junto à Secretaria de Educação e garantir a continuidade das políticas de sucesso e implementação das novas metas: é a CAAFE (Comissão de Avaliação das Ações dos Fóruns de Educação), que trabalha pelos quatro anos seguintes.

Em 2016, os Fóruns Municipais de Educação pretendem também avaliar a execução dos programas elaborados anteriormente. Construção de creches, efetivação do plano de carreira dos docentes e funcionários, construção de quadras para atividades extraclasse, além de instauração de concurso público para a Educação são algumas das principais necessidades apontadas. É a partir dessas reivindicações que os Fóruns elaboram o documento com as propostas que são levadas ao Dia E, previsto para acontecer durante o mês de setembro em todos os municípios.

É graças ao trabalho contínuo que a sociedade se mantém informada e garante que as boas práticas e projetos de êxito não se percam em transições de governo. Além de ter desenvolvido e fomentar esta metodologia de participação, o Instituto Chapada atua como mediador de todo o processo, desde o planejamento dos Fóruns e Dias “E”, até a disponibilização materiais e equipe de comunicação, moderação dos debates, apoio técnico às CAAFES e suporte às ações realizadas posteriormente nos municípios. Tudo para garantir que a Educação continue sendo prioridade nos planos de governo.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios