#Brasil: Diversos políticos baianos estão em lista da delação premiada da Odebrecht

Postado em dez 10 2016 - 2:49pm por Jornal da Chapada
aleluia

‘Babel’, ‘Missa’, ‘Feia’ e ‘Polo’ eram apelidos utilizados para políticos na lista de doações da Odebrecht | FOTO: Montagem do JC |

A delação premiada da Odebrecht deve abalar a política baiana. Segundo informações do site Buzzfeed, as primeiras informações – do delator Claudio Melo Filho – revelam envolvimento de nomes como Jaques Wagner, Geddel Vieira Lima, Aleluia e Lídice da Mata nas negociatas com empreiteiras.

Segundo a publicação, Wagner é chamado de “Polo” e teria recebido de propina R$ 9,5 milhões, somente em 2010, segundo um dos delatores. Além disso, o ex-governador da Bahia teria recebido um relógio Hublot modelo Oscar Niemeyer que custa cerca de R$ 80 mil.

Outro citado é Geddel Vieira Lima, chamado de “Babel”. Seu irmão, Lúcio Vieira Lima, chamado de “Bitelo”, para não atrapalhar a aprovação de uma medida provisória de interessa da Odebrecht, teria recebido entre R$ 1 milhão a R$ 1,5 milhão.

Segundo o site Buzzfeed, o delator ainda afirma que o deputado federal José Carlos Aleluia, chamado de “Missa”, recebeu da Odebrecht R$ 300 mil em 2010, assim como Lídice da Mata (codinome Feia), que teria recebido R$ 100 mil. O deputado federal Antonio Brito (PSD) teria recebido R$ 100 mil. As informações são do Varela Notícias.

Leia também
#Brasil: Delator da Odebrecht relata entrega de ‘dinheiro vivo’ a ‘psicoterapeuta político’ de Temer
#Brasil: Delação de executivo da Odebrecht é rechaçada pelo atual governo

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.