PT recebe Lindbergh Farias para debater conjuntura e estratégias da sigla na Bahia

Postado em mar 31 2017 - 5:11pm por Jornal da Chapada
site

Petistas recepcionam o senador Lindbergh Farias para debater o partido para os próximos anos | FOTO: Divulgação |

Um encontro no auditório do Hotel Matiz, em Salvador, marcou o início da visita do candidato a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), nesta sexta-feira (31). O parlamentar foi recebido pelas candidatas ao comando do PT de Salvador e da Bahia, Danielle Ferreira, e a ex-prefeita de Uruçuca Fernanda Silva, ambas do movimento Optei e da tendência Esquerda Popular Socialista (EPS). As petistas destacam a importância do debate de conjuntura e as pautas de aproximação ainda maior com os movimentos sociais em tomadas de decisões.

“Estamos reconstruindo o partido em Salvador e traçando novas diretrizes que envolvam os movimentos, os sindicatos e os jovens, que os formem para atuar no PT e que ajudem a fortalecer a sigla nessa luta de 2018 com o companheiro Lula candidato a presidente. A presença de Lindbergh aqui é um exemplo de que o partido precisa de renovação. A EPS já declarava apoio a ele antes mesmo de ser oficializado, ele sim representa a palavra renovação e estamos sintonizados para sacudir o PT”, destaca Dani.

O senador ressalta a centralidade de ter o ex-presidente Lula como candidato em 2018, e “que o PT construa não apenas a eleição de Lula, mas uma disputa política e ideológica na sociedade para pautar o Congresso Nacional e as instituições, porque a só a luta institucional não basta”. Ao lado do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), do vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), do suplente de estadual, Mário Jacó (PT), e de militantes da EPS, Farias afirma que o partido é uma ferramenta do trabalhador brasileiro.

“Estou colocando meu nome a presidente nacional do PT porque eu acho que esse é o partido que representa os trabalhadores deste país. Quando a Rede Globo ataca o PT de manhã, de tarde, à noite, e de madrugada, é porquê sabe que se destruir o PT [os direitistas] ficam com o caminho aberto para passar por cima dos direitos dos trabalhadores como estão fazendo atualmente”, completa o senador petista. O evento também contou com a superintendente da CDA, Renata Rossi, a deputadoa estadual Luiza Maia (PT), e a secretária da Sepromi, Fabya Reis.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.