CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo

Moema Gramacho e Robinson Almeida são os maiores derrotados no PED do PT na Bahia

jc
Os políticos petistas Moema Gramacho e Robinson Almeida | FOTO: Montagem do JC/Reprodução |

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, e o deputado federal Robinson Almeida aparecem como os dois principais derrotados no PED que definirá no próximo dia 7 de maio o comando do PT na Bahia. Os dois jogaram abertamente contra a reeleição de Everaldo Anunciação, em alguns casos, segundo interlocutores do presidente do PT, de forma excessivamente raivosa.

Conhecido pela ambição política, Robinson planejara, desde o primeiro momento, assumir o comando do partido. Como as restrições ao seu nome no PT são grandes e ficaram incontornáveis durante o processo, teve que se contentar em apoiar a chapa liderada pelo deputado Waldenor Pereira, a Muda PT, contra a Construindo a Nova Bahia, encabeçada pelo atual presidente.

Já Moema Gramacho, apesar das conhecidas ligações com o governador Rui Costa (PT) e o ex-governador Jaques Wagner, que apoiaram a reeleição de Anunciação, resolveu abrir dissidência em relação a eles sob o argumento, segundo se comenta no partido, de que o grupo do presidente do PT estava mais próximo dos dois do que a tendência a que ela e os líderes petistas pertencem, a Reencantar.

A vitória de Anunciação foi assegurada depois que a direção nacional decidiu validar os 20 mil votos totalizados pela Secretaria de Organização Partidária (Sorg) no PED em que foram eleitos os diretórios municipais e os delegados à convenção estadual que escolherão no próximo sábado a direção estadual petista e ele celebrou uma composição com o grupo do deputado federal Valmir Assunção.

Na contramão do caminho trilhado por Robinson e Moema, Assunção consolida-se como a segunda força mais importante do partido, devendo ocupar fatia importante do comando da legenda a partir da convenção de sábado. Em conversa na última sexta (28) com o site Política Livre, Anunciação disse que, apesar da maioria obtida, pode lançar um nome alternativo à presidência no evento.

A iniciativa dependerá de uma conversa que ele deve ter com o governador, o ex e com o secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, mentor de sua candidatura e, individualmente, figura que sai mais fortalecida em todo o processo eleitoral interno do partido. Entretanto, conforme apuração do site Política Livre, os três devem fazer um apelo para que ele permaneça no comando da agremiação. As informações são do site Política Livre.

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas