Chapada: Feira Literária de Mucugê rememora Guerra de Canudos com pesquisadores do tema

Postado em jul 31 2017 - 12:10pm por Jornal da Chapada
capa2

A Fligê 2017 aborda por meio da literatura temas político-social | FOTO: Montagem do JC/Divulgação |

Entre os dias 10 e 13 de agosto de 2017, os moradores e visitantes dos municípios de Mucugê e Andaraí (Vila de Igatu) vão respirar a vida sertaneja no cenário da Chapada Diamantina através das inúmeras atividades que acontecerão durante a segunda edição da Feira Literária de Mucugê. Homenageando Euclides da Cunha (1866-1909), autor da obra ‘Os Sertões’, a curadoria busca rememorar os 120 anos da Guerra de Canudos e também pretende discutir as influências e importância destes cenários na construção das narrativas sociais por meio do tema “Somos paisagens dos sertões em rotas de composições”.

Na Sessão Especial: 120 anos de Canudos e Conselheirismo, no sábado (12), às 16h, a Fligê terá a honra de receber os professores doutores Luiz Paulo Neiva, Sérgio Guerra e Iraci Rocha, gabaritados profissionais da área, integrantes do Núcleo Canudos da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). “Ainda hoje, o texto euclidiano transita pelas diferentes áreas do saber, alimentando o debate sobre as diferenças regionais brasileiras e suas desigualdades. Enfim, a obra ‘Os Sertões’ permanece como matriz cultural e texto instaurador de discursividade”, relata Iraci Rocha.

“Vamos narrar os desafios de preservação da memória de um dos maiores acontecimentos da história do Brasil ocorrido no final do séc. XIX nos sertões de Canudos”, esclarece Neiva. Para o professor Guerra, a sua fala se caracteriza em trabalhar para além das grandes personagens, dando ênfase aos familiares, seguidores e soldados da grandiosa obra que marca a história da literatura brasileira.

A partir de um clássico que denuncia uma luta sangrenta contra o povo conselheirista é possível enxergar as batalhas atuais enfrentados pelo povo brasileiro nos quatro cantos do país. No intuito de relembrar, mas acima de tudo de denunciar, que a Fligê aborda por meio da literatura temas político-social.

A Feira Literária de Mucugê é uma realização do Coletivo Lavra e tem o apoio financeiro do Ministério da Cultura (MinC), do Governo do Estado da Bahia – Terra-Mãe do Brasil através da Secretaria de Cultura (Secult) e da Secretaria da Fazenda (Sefaz), em parceria com a Prefeitura de Mucugê e o Instituto Incluso. Confira a programação completa no site: www.flige.com.br e participe gratuitamente da Fligê.

Luiz Paulo Neiva
Professor Adjunto do DCET-Campus I da Uneb, Mestre em Desenvolvimento Rural/UFBA e Doutor em Educação e Contemporaneidade/Uneb. Foi coordenador do programa de reforma agrária/CAR, diretor do Centro de Estudos Euclides da Cunha/Uneb, diretor do DCHT-Campus XXII/Euclides da Cunha e Pró-reitor de Planejamento/Uneb. Atualmente é diretor do Campus Avançado de Canudos e Conselheiro do Conselho Estadual de Educação (Presidente da Comissão de Avaliação). Autor de Canudos: desenvolvimento e emancipação/EDUNEB.

Sérgio (Armando Diniz) Guerra
Graduado em História pela Universidade Federal da Bahia, 1972, possui Mestrado, 1999, e Doutorado, 2005, em História Social, ambos pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Professor aposentado da Educação Básica, nos vários níveis das redes pública e privada do Estado da Bahia e Adjunto da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e Titular do Conselho Estadual de Educação da Bahia. Autor de crônicas, artigos e dos livros: “Canudos versus Bello Monte: Universos em confronto”, “O Livro das Crônicas”.

Iraci Simões da Rocha
Doutora em Letras: Teorias e Crítica da Literatura e da Cultura com a tese ‘Imagens do intelectual Euclides da Cunha; permanência e deslocamentos’; Mestra em Teoria da Literatura, com a dissertação ‘Face e disfarce; a obra literária e a expressão do real’ pela UFBA – Universidade Federal da Bahia. Professora Titular Plena do Curso de Letras, DCH I / Uneb.

Serviço
O quê: 2ª Feira Literária de Mucugê.
Quando: de 10 a 13 de agosto.
Onde: Centro Cultural (Clube), Colégio Horácio Matos, Casa da Filarmônica, Pç. Cel. Propércio (Calçadão), Cesta do Povo, Espaço Academia, Museu e Centro Histórico de Mucugê.
Entrada gratuita.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.