Chapada: Gestão de Itaberaba realiza capacitação na área de Saúde para combate à sífilis

Postado em set 1 2017 - 4:54pm por Jornal da Chapada
foto5

De acordo com especialista, o Brasil vive um cenário de epidemia da doença, com novos casos sendo registrados diariamente | FOTO: Divulgação | 

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) da gestão ‘Cidade de Todos’, do prefeito Ricardo Mascarenhas (PSB), de Itaberaba, localizada na Chapada Diamantina, em parceria com a Base Regional de Saúde (BRS), realizou na tarde da última quarta-feira (30) um encontro, no auditório da BRS, de capacitação para discutir estratégias de enfrentamento da sífilis no município. Estiveram presentes ao evento, médicos e Enfermeiros da Rede de Saúde de Itaberaba. O médico infectologista Renato Martins e a enfermeira Lana Moraes estiveram a frente deste encontro.

O Brasil vive um cenário de epidemia, com novos casos sendo registrados diariamente. Segundo dados do Ministério da Saúde, houve um aumento superior a 5000% de casos registrados de sífilis. Entre junho de 2010 e 2016 foram notificados quase 230 mil novos casos da doença. A sífilis é uma doença sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema Pallidum. Existem duas classificações da doença de acordo com seu meio de transmissão. Ela é chamada de sífilis adquirida quando é transmitida através da relação sexual sem preservativo ou do contato com feridas expostas e de sífilis congênita quando é transmitida da gestante para o bebê ainda no útero (também conhecido como transmissão vertical).

Diante desse quadro, pensando em formas de humanizar e qualificar o cuidado, os trabalhadores da Saúde de Itaberaba participaram de mais um encontro de Educação Permanente promovido pela Rede Vida Itaberaba (RVI) e pelo Programa Estadual de Infecção Sexualmente Transmissíveis (PEIST). Estas capacitações têm sido realizadas, com o incentivo e o apoio da gestão atual, como estratégia de qualificação dos serviços públicos de Saúde e da atenção aos pacientes. Com esta ação as equipes de Saúde da Família têm mais possibilidades para a realização do diagnóstico e tratamento da doença. Com informações de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.