Chapada: Festival de Lençóis encerra com misturas de ritmos; mais de 10 mil pessoas por dia

Postado em jun 3 2018 - 10:10am por Jornal da Chapada
jau

A atração mais esperada da noite, Jau não decepcionou o grande público que dançou e cantou sem parar, mesmo com algumas pancadas de chuva | FOTO: Divulgação/Thiago Del Rey |

Jau transformou a Praça Horácio de Matos em uma grande festa, neste sábado (2), no encerramento da 19ª edição do Festival de Lençóis, na Chapada Diamantina. A noite também foi contagiada pela banda Spectro, com sua homenagem ao Pink Floyd, e pelas bandas locais Zion e Família Grãos de Luz e Griô. Em três dias, o evento reuniu uma média diária com mais de 10 mil pessoas, entre turistas, moradores da cidade e da região, na maior praça de Lençóis.

A atração mais esperada da noite, Jau não decepcionou o grande público que dançou e cantou sem parar, mesmo com algumas pancadas de chuva. Do seu repertório, ele mesclou grandes sucessos, como Cidade dos Poetas, Agô, Sandália de Couro, Topo do Mundo e Se Joga, além de canções de Gilberto Gil, Legião Urbana e pout pourri de hits de blocos afros.

A última noite foi aberta pela performance teatral do grupo local Família Grão de Luz e Griô, que intercalou músicas com seu discurso de empoderamento das minorias. Já a banda Spectro trouxe o velho e bom rock and roll do Pink Floyd, resgatando sucessos como Mother, Money e Hey You. A 19ª edição do evento chegou ao fim com a apresentação da Banda Zion, que acendeu o farol da Jamaica com músicas de Bob Marley e sucessos do reggae.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Durante três dias, o Festival de Lençóis atraiu milhares de pessoas, principalmente turistas baianos e de outros estados e países, que foram desfrutar das cachoeiras e percorrer as trilhas da Chapada Diamantina. Destaque para os shows de Saulo, que contagiou o público com seu pop axé, Maria Rita, que fez subir a poeira com samba de primeira, e a Àttooxxá, que balançou a praça com seu pagode eletrônico.

“São 19 anos de sucesso do festival mais antigo do interior Bahia. Muito mais do que as atrações, ele se mantém pela beleza da Chapada Diamantina, que, na verdade, é a grande atração do evento. É importante destacar que o festival também fomenta a economia local, além de divulgar a histórica cidade de Lençóis”, comenta Paula Resende, diretora da Pau Viola Produções, idealizadora do evento.

Em toda a extensão do palco, com a cortina fechada e durante os shows, as projeções de vídeos do VJ Gabiru encantaram o público, com imagens da Chapada Diamantina e desenhos coloridos. As manifestações culturais de Lençóis ganharam destaque nos três dias de evento, encerrando com os tambores do Jarêanimam. As informações são de assessoria.

Leia também

Chapada: Segundo dia do Festival de Lençóis esquenta com o samba de Maria Rita; teve rock e rap no palco principal

Chapada: Festival de Lençóis movimenta o cenário cultural com Àttooxxá e Saulo Fernandes no primeiro dia

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

2 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.