Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

#Polêmica: Acusado da morte de Moa do Katendê tem pedido de soltura feito pela Defensoria Pública

Moa do Katendê foi morto em outubro de 2018 durante discussão motivada por divergência política | FOTO: Divulgação |

A Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA) pediu, na última segunda-feira (25), a soltura do barbeiro Paulo Sérgio, acusado de matar o capoeirista Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Moa do Katendê, no bairro de Engenho Velho de Brotas, em outubro de 2018 durante discussão motivada por divergência política.

Paulo se encontra preso preventivamente. O pleito da DPE-BA foi feito durante audiência de instrução realizada no Fórum de Sussuarana. Em entrevista ao jornal Correio, Renilda Costa, 41 anos, sobrinha de Moa do Katendê, demonstrou preocupação com a possível soltura de Paulo Sérgio.

“Temos medo. Ele é uma pessoa violenta. Da mesma forma que ele fez com o meu tio e com o meu primo, ele pode fazer com qualquer um da família. A Justiça não pode permitir que ele saia. Ele tem que ficar preso”, defendeu. Procurada, a Defensoria Pública afirmou que o defensor público responsável pelo caso preferiu não se manifestar sobre o assunto. Jornal da Chapada com informações do site BNews.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios