CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: Médica cubana vende churrasquinho nas ruas de Jacobina depois de ser dispensada do ‘Mais Médico’

Doutora May está buscando oportunidade para fazer o Revalida – exame nacional de revalidação do diploma de médicos | FOTO: Montagem do JC |

Após o governo de Cuba cancelar o programa ‘Mais Médicos’, no início do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), a médica Maydelkis Ferrer Guzman decidiu ficar no Brasil e fixar residência em Jacobina, município da Chapada Norte. Lá, ela passou a vender churrasquinho nas ruas da cidade chapadeira e ganhou a atenção da mídia. Guzman chegou na Bahia através do programa federal e prestou serviços no posto do bairro Caixa D’água, a cerca de dois anos.

“Me casei aqui e decidi ficar. E como não posso mais atuar na área médica, tive que procurar outro meio de renda, mesmo que provisoriamente”, disse a profissional de medicina ao site Bahia Acontece. May, como gosta de ser chamada, disse que gosta de sua nova atividade. Para ela, é uma oportunidade de ter contato com outras pessoas, fazer novos amigos, mas explica que o trabalho é provisório.

“Estou buscando oportunidade de fazer o Revalida [Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos] e voltar a atuar como médica no Brasil, já que o novo programa não contratou os médicos cubanos que ficaram no Brasil, apenas profissionais brasileiros e estrangeiros de outros países, mas não de Cuba”, contou.

A médica disse ainda que, assim como ela, mais três médicas cubanas decidiram ficar na região de Jacobina e procuram novas oportunidades no país que adotaram. May vende espetinhos de quinta a domingo, ao lado do Clube do Leader, na cidade de Jacobina. Jornal da Chapada com informações do Bahia Acontece.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas