CidadesCulturaCuriosidadesMenu Principal

Chapada: Comunidades quilombolas de Lençóis recebem oficinas de animação do Cineclube Fruto do Mato

O curso vai acontecer na próxima semana, entre os dias 5 e 8 de agosto, em Remanso e Iúna e será realizado pelo Núcleo Baiano de Animação em Stop Motion | FOTO: Montagem do JC/Assessoria |

Crianças e adolescentes das comunidades quilombolas Remanso e Iúna, localizadas na zona rural de Lençóis, na Chapada Diamantina, vão participar de oficinas de animação que fazem parte da programação do Cineclube Fruto do Mato, projeto que há três anos realiza sessões gratuitas de cinema na região. O curso vai acontecer na próxima semana, entre os dias 5 e 8 de agosto, e será realizado pelo Núcleo Baiano de Animação em Stop Motion (Nubas). A iniciativa tem apoio do Rumos Itaú Cultural 2017-2018.

Os participantes das oficinas terão a oportunidade de vivenciar todas as etapas de produção de um filme em stop motion, técnica que utiliza uma sequência de fotografias diferentes de um mesmo objeto inanimado para simular o seu movimento. As aulas serão ministradas pelas cineastas Cíntia Maria e Jamile Coelho, que produzem filmes de animação e, em 2015, dirigiram o premiado curta-metragem “Òrun Àiyé – A Criação do Mundo”.

O Cineclube Fruto do Mato, realizado pela Cinepoètyka Filmes e pelo Grãos de Luz e Griô, é um projeto de cinema ao ar livre que está em sua terceira edição e este ano privilegia as narrativas de mulheres negras no audiovisual. São dezenas de filmes de ficção e documentários, em sessões mensais, com temáticas relacionadas às questões raciais, de gênero e voltadas para o público LGBTQ. A próxima sessão vai acontecer no dia 6 de agosto, no Teatro de Arena, centro de Lençóis, com o filme “Uma Dia de Jerusa”, da diretora Viviane Ferreira. A exibição contará com a presença da cineasta Larissa Fulana de Tal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um dos maiores editais privados de financiamento de projetos culturais do país, o Programa Rumos, é realizado pelo Itaú Cultural desde 1997, fomentando a produção artística e cultural brasileira. A iniciativa recebeu mais de 64,6 mil inscrições desde a sua primeira edição, vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,4 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa. Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados.

Nesta edição de 2017-2018, os 12.616 projetos inscritos foram examinados, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país. Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 21 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição. Foram selecionados 109 projetos, contemplando todos os estados brasileiros. As informações são de assessoria.

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas