AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Operação autua grandes fazendas produtoras de hortifrúti por furto de energia na Chapada Diamantina

A energia furtada é paga por outros consumidores, através do repasse na tarifa de energia, conforme determina a Aneel; a irrigação, por exemplo, é responsável por grande consumo de energia | FOTO: Ilustração/Ana Maria Diniz |

Grandes fazendas produtoras de hortifrúti nos municípios de Iaçu, Ibicoara e Mucugê foram alvo da Operação ‘Varredura’, realizada pela Coelba para combater o furto de energia na região da Chapada Diamantina. De acordo com dados enviados pela assessoria da distribuidora, os técnicos realizaram inspeções em 74 unidades e 13 foram autuadas e desativas por situação irregular.

“Em 2019, em toda a região Centro Oeste da Bahia foram realizadas 8,3 mil inspeções com a normalização de 3,1 mil unidades encontradas de forma irregular. A energia recuperada nas operações é suficiente para abastecer o município de Itaberaba durante três meses”, aponta nota da Coelba enviada para a imprensa.

A distribuidora de energia salienta que “o furto de energia é crime, sujeito às penalidades do artigo 155 do Código Penal Brasileiro, cuja pena pode alcançar até oito anos de reclusão”. Alerta também que a ação representa riscos de acidentes graves à população, “a energia furtada é paga por outros consumidores, através do repasse na tarifa de energia, conforme determina a Agência Nacional de Energia Elétrica [Aneel]”.

Na tentativa de reduzir os riscos e o furto de energia no estado baiano, a Coelba oferece um programa constante de inspeções para as diferentes regiões. A empresa também tem canais de denúncia para casos de fraudes e furtos, por meio dos quais é possível passar as informações anonimamente, como o telefone 116 ou o site oficial. Jornal da Chapada com informações da Coelba.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas