Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

#Brasil: Grupo da extrema-direita assume atentado contra produtora do Porta dos Fundos; veja vídeo

As críticas ao canal Porta dos Fundos começaram após a publicação do Especial de Natal do Porta dos Fundos, na Netflix, em que são feitas sátiras a personalidades bíblicas, como Jesus e Maria.

Na última quinta-feira (25) um grupo de extrema-direita assumiu o atentado contra a produtora do Porta dos Fundos, acontecido na madrugada da última terça-feira (24), véspera de Natal, em Humaitá, no Rio de Janeiro.

Em um vídeo na deep web três homens encapuzados aparecem afirmando que o ato “buscou justiçar o povo brasileiro contra a atitude blasfema, burguesa e antipatriótica”.

O prédio onde fica a produtora foi atacado com coquetéis molotov. De acordo com informações da empresa, o incêndio não se espalhou pelo local por ter sido contido por seguranças.

No vídeo, os homens aparecem com os rostos cobertos por balaclava, com símbolos integralistas (nacionalistas) no braço e uma bandeira do Brasil da época do império sobre a mesa. Imagens de um prédio sendo atacado, semelhante ao que abriga a produtora, são exibidos.

As vozes foram editadas para dificultar o reconhecimento. O grupo se auto intitula de Comando de Insurgência Popular Nacionalista da Família Integralista Brasileira.

Veja aqui o vídeo divulgado

“Temos o prazer de declarar que as inquietações advindas do espírito popular hoje foram parcialmente satisfeitas. O Porta dos Fundos resolveu fazer um ataque contra a fé do povo brasileiro se escondendo atrás do véu da liberdade de expressão”, diz um trecho da mensagem.

As críticas ao canal Porta dos Fundos começaram após a publicação do Especial de Natal do Porta dos Fundos, na Netflix, em que são feitas sátiras a personalidades bíblicas, como Jesus e Maria.

A Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro recebeu imagens que mostram a ação dos suspeitos e a Polícia Civil investiga o atentado. O grupo que assumiu autoria é o mesmo que queimou bandeiras antifascismo na Universidade Federal do Rio (UniRio), no ano passado. As informações são do Correio Braziliense.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios