CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia
Trending

#Brasil: Complexo Penitenciário da Papuda tem ao menos 20 policiais penais com Covid-19

Até o último sábado (11), eram 19 servidores infectados; número de presos com teste positivo se mantém em 14.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal aprovou, após visita ao Complexo Penitenciário da Papuda, na manhã do último sábado (11), a construção do Hospital de Campanha que atenderá os presos contaminados com coronavírus no Centro de Detenção Provisória (CDP). A comissão da saúde ficou satisfeita com as instalações elétricas e a rede de esgoto do local. Ao todo, já testaram positivo para a doença 20 servidores que trabalham no sistema e 14 presos.

Até a tarde do sábado, eram 19 policiais penais e a mesma quantidade de detentos infectados. Dos 20 servidores, 15 já tiveram contraprova e cinco ainda aguardam o resultado do último exame. Já com relação aos internos, oito esperam o segundo teste e seis tiveram o diagnóstico confirmado.

Na Papuda, a estimativa para conclusão do Hospital de Campanha são 10 dias. Segundo a Secretaria de Saúde informou, a estrutura terá 10 leitos com suporte de ventilação mecânica e 30 de retaguarda para internação. “O Hospital de Campanha visa reforçar a estrutura de saúde já existente no complexo e dar suporte para quaisquer necessidades que possam surgir”, destacou a pasta.

Na última quinta-feira (10), foi iniciada a aplicação de testes rápidos nas penitenciárias do Distrito Federal. Como mostrado pelo Metrópoles durante a semana, entidades de direitos humanos, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Câmara Legislativa local estão preocupadas com a disseminação da doença nas cadeias do DF. Mas, segundo a Secretaria de Segurança Pública, não há qualquer caso grave dentro do sistema prisional, tanto de detentos quanto de agentes.

Os presos que apresentam sintomas passam por triagem e são isolados. Da mesma forma, os que ingressam no sistema prisional são colocados, antes, em quarentena de 14 dias. Para os idosos, foi separada uma ala específica, onde as celas são abertas para ventilação desde a hora do café da manhã até as 17h.

São mais de 17 mil detentos no Complexo Penitenciário da Papuda. Na tentativa de impedir o avanço do coronavírus nas cadeias e distensionar o sistema prisional, a Vara de Execuções Penais (VEP-DF), do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), estabeleceu critérios para liberação de presos: a progressão regular de regime, ou seja, que já liberaria os detentos para voltar a suas respectivas residências por terem cumprido a pena; e a progressão antecipada, motivada pelo avanço da doença no DF.

A vara acolheu parcialmente pedido da Defensoria Pública para conceder prisão domiciliar antecipada aos presos que teriam esse regime alcançado nos próximos 120 dias. A intenção é evitar a infecção por coronavírus em pessoas saudáveis que cumprem pena, tendo em vista que os apenados do regime semiaberto já tinham contato com o mundo externo e poderiam estar infectados. As informações são do site Metrópoles.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios