Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

Especialista aponta que interromper acompanhamento médico por tempo prolongado pode trazer riscos para sua saúde

Dados da Associação de Hospitais e Serviços do Estado da Bahia privados, mostram uma queda no fluxo de pacientes de 30% a 40% em abril e com relação às clínicas, a queda do volume chega a ordem de 70%.

Em função da pandemia do novo coronavírus, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o isolamento social. A prevenção continua sendo a maior arma no combate à covid-19, no entanto, a população não deve interromper nenhum acompanhamento médico por tempo prolongado sob risco de ter várias complicações de saúde. O angiologista e diretor médico da Angioclam, Sérgio Possídio, destaca que apesar do medo de sair de casa a probabilidade de contrair a covid-19 em clínicas e hospitais é bem menor que a ida ao supermercado, por exemplo.

“Estas pessoas estão mais seguras indo a uma clínica do que, por exemplo, a um supermercado, pois os profissionais de saúde são acostumados a trabalhar com biossegurança. Além disso, os hospitais estão se organizando para ter zonas livres de covid. O paciente com sintomas não são atendidos na mesma área dos demais e a proteção está sendo redobrada com o uso de EPIs e medidas de higiene”, destaca Possídio. Dados da Associação de Hospitais e Serviços do Estado da Bahia privados, mostram uma queda no fluxo de pacientes de 30% a 40% em abril e com relação às clínicas, a queda do volume chega a ordem de 70%.

“O que mais preocupa é que algumas doenças crônicas estão ligadas a uma possibilidade de maior gravidade da covid-19. Por isso, manter a rotina de exames e consultas é tão importante. Eles vão auxiliar o paciente, pois, caso o seu fígado não funcione de forma apropriada, por exemplo, ele vai buscar compensar com as partes sadias de outro órgão de função semelhante. Isso não é bom e os exames vão mostrar como adequar a sua alimentação, hábitos e até mesmo medicação”, alerta Possídio e enfatiza: “Este desequilíbrio no organismo facilita o agravamento da covid-19 e facilita a evolução da doença”, acrescenta Possídio.

Para evitar que os pacientes que precisam de tratamento contínuo faltem às consultas, o angiologista dá algumas dicas importantes:
1 – Utilizar máscaras durante todo o trajeto até o consultório;
2 – Caso utilize transportes coletivos, evitar contatos desnecessários;
3 – Cuidado para não tocar áreas como a face, nariz e boca;
4 – Ao chegar ao consultório lave as mãos com água e sabão, ou utilize o álcool gel;
5 – Mantenha o distanciamento social;
6 – Ao retornar, coloque as roupas para lavar ou em áreas ensolaradas.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios