CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundoTop
Trending

#Mundo: Cloroquina aumenta mortalidade em pacientes de covid-19, revela estudo da Nature

Pesquisa analisou 28 ensaios clínicos sobre o tema, incluindo 10.319 pacientes.

A revista científica Nature publicou uma análise internacional de estudos, nesta quinta-feira (15), que aponta a hidroxicloroquina como um medicamento associado ao aumento da mortalidade entre pacientes com Covid-19. O remédio faz parte do chamado “kit Covid”, conjunto de substâncias defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro como “tratamento precoce” contra a doença, algo que não tem comprovação científica.

A pesquisa afirma ainda que a hidroxicloroquina está associada a uma hospitalização mais longa e maior risco de progressão para ventilação mecânica invasiva e/ou morte. Em relação à cloroquina, os estudos afirmam que não houve benefício de seu uso no tratamento da Covid-19. Com isso, o artigo recomenda aos profissionais médicos em todo o mundo que informem os pacientes sobre essas evidências científicas.

Ao todo, 28 ensaios clínicos foram analisados, incluindo 10.319 pacientes. “Esta meta-análise oferece informações úteis para uma situação de saúde desafiadora. Centenas de milhares de pacientes receberam hidroxicloroquina e cloroquina fora dos ensaios clínicos, sem evidências de seus efeitos benéficos. O interesse público é sem precedentes, com evidências fracas que apoiam os méritos da hidroxicloroquina sendo amplamente discutidas em mídias e redes sociais, apesar dos resultados desfavoráveis”, diz a pesquisa.

“Esta pandemia reuniu uma colaboração de pesquisadores clínicos concordando em compartilhar seus dados, o que permite que este estudo não apenas resuma as evidências existentes, mas também ilustre o acúmulo de evidências que de outra forma não estariam disponíveis”, aponta. A redação é do site da Revista Fórum.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios