Chapada: Problemas técnicos deixam população de comunidades rurais do Zuca sem água

embasa

A Embasa responde que os problemas já foram resolvidos e que as cobranças indevidas serão canceladas | FOTO: Meramente Ilustrativa/Codevasf |

A população de assentamentos e comunidades rurais da região do distrito do Zuca, do município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, está há mais de 45 dias sem abastecimento de água. De acordo com informações apuradas pelo Jornal da Chapada, famílias dos assentamentos Jabuti, Beija-Flor, Renério e demais localidades estão sem água e, mesmo assim, continuam recebendo as cobranças da Embasa.

“A Embasa declara que o trabalho está sendo feito, no entanto, sua matriz em Ruy Barbosa não tem feito a lição de casa direito. O resultado são potes e torneiras vazias, estoques em baixa e escolas primárias sem condições higiênicas para atender as crianças. Fica a pergunta: ainda temos de ‘pagar’ pelo que não usamos?”, declara morador do Zuca que não quis se identificar. De acordo com informações, a comunidade organiza um panelaço na frente da empresa para a próxima semana.

Embasa responde
Procurado pela reportagem do Jornal da Chapada, o gerente da Unidade Regional de Itaberaba, Gustavo Lima Magalhães Ferreira, informa que houve problemas de abastecimento de água na região do Zuca devido a “três quebramentos nos meses de abril e maio na adutora de água tratada e também por ocorrências de falta de energia elétrica na Estação Elevatória de Água Bruta na captação do rio Paraguaçu”. De acordo com o gerente da Embasa, a situação hoje está resolvida e já foi iniciado o abastecimento aos povoados.

“Alguns pontos críticos estão sob supervisão do Escritório Local. A grande problemática se dá pelos povoados pertencerem ao Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Itaberaba, o qual encontra-se em situação de subdimensionamento. Assim, já estamos operando o sistema em seu limite máximo. Qualquer intercorrência operacional [falta de energia, quebramento em adutoras, mudança brusca na qualidade da água bruta e etc] compromete as circunstâncias de abastecimento às cidades de Itaberaba, Ruy Barbosa, Macajuba e Baixa Grande, além dos seus povoados”, pontua Gustavo Ferreira.

Cancelamento de cobrança
A respeito das cobranças de água que chegaram para os familiares das comunidades rurais afetadas, a Embasa informa que vai cancelar a cobrança das residências que não receberam água no período de problemas de abastecimento.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.