CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Chapada: Guardas municipais são detidos por se passarem por policiais civis em Baixa Grande

armas
Dupla foi capturada no último sábado com armas de fogo em Baixa Grande. Conforme denúncia, suspeitos também conduziam viaturas padronizadas | FOTO: Divulgação |

Dois guardas municipais suspeitos de agir como policiais civis foram detidos com dois revólveres calibre 38 no município de Baixa Grande,na Chapada Diamantina, no último sábado (18). A informação foi divulgada nesta segunda-feira (20) pela Polícia Civil (PC). A dupla, capturada por uma equipe da Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) após denúncias anônimas, prestava serviços na Delegacia Territorial (DT) da cidade e, de acordo com a polícia, agia portando armas e conduzindo viaturas padronizadas da PC. Conforme a polícia, ao contrário dos guardas civis de Salvador, que desde o início do ano já possuem autorização para trabalharem armados, os guardas de cidades do interior do estado ainda são impedidos de atuar com armas de fogo.

Os dois suspeitos foram levados para a 12ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itaberaba) e autuados em flagrante por porte ilegal de arma, mas, em seguida, foram liberados após o pagamento da fiança arbitrada no valor de R$ 500. Um inquérito foi instaurado para apurar as denúncias. De acordo com a corregedora chefe da Polícia Civil, Heloísa Campos, caso fique comprovado que os guardas municipais se passavam por policiais civis, eles poderão ser indiciados por usurpação de função pública.

O titular da delegacia de Baixa Grande, delegado Almir Bispo da Silva Góes, foi ouvido na manhã desta segunda, na Correpol, e um procedimento administrativo foi instaurado para averiguar se ele sabia da situação. De acordo com a Polícia Civil, caso fique comprovado que o delegado estava ciente da atuação irregular dos guardas, ele poderá responder a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), por atribuir autoridade policial a uma pessoa que não tem direito. A reportagem do Portal G1 tentou contato com o delegado Almir Bispo, mas até a publicação desta matéria não obteve êxito. Extraído do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas