Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Bahia registrou terceira maior queda no nível de emprego no mês passado

Durante todo o ano de 2014 o emprego formal gerou 912 mil vagas, mas só em outubro perdeu 30,2 mil vagas. |FOTO: Renato Alves/ MTE |
Durante todo o ano de 2014 o emprego formal gerou 912 mil vagas, mas só em outubro perdeu 30,2 mil vagas. |FOTO: Renato Alves/ MTE |

A Bahia registrou a terceira maior queda no nível de emprego em outubro dentre as 27 unidades federativas. A informação consta no Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta sexta-feira (14) pelo ministro do Trabalho, Manoel Dias, em Salvador. De acordo com o cadastro, foram 6.207 postos de trabalho a menos no estado. As duas maiores quedas ocorreram em São Paulo (-21.886 postos) e Minas Gerais (-8.331 postos).

Com a demissão de 1.718.373 admissões contra 1.748.656 desligamentos em todo o país, ocorreu uma retração de 30.283 postos de trabalho, correspondendo uma variação negativa de 0,07% em relação ao estoque do mês anterior. Durante todo o ano de 2014 o emprego formal gerou 912 mil vagas, mas só em outubro perdeu 30,2 mil vagas. A geração de empregos formais em outubro é o menor resultado para o mês desde 1999.

O resultado negativo em outubro se deve principalmente à perda de postos na construção civil e na agricultura. De acordo com o ministro, o resultado deveu-se a expectativa em torno das eleições e a fatores climáticos, como a falta de chuvas na Região Sudeste, que tem provocado escassez de água e em São Pualo. “As demissões foram feitas, mas as contratações ficaram para depois”, pontuou o ministro. Para Dias, com o resultado ruim, o saldo anual deve ficar abaixo de 1 milhão de vagas criadas. Extraído do Correio*.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios