Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Salvador: Dezesseis vítimas de ação da PM no Cabula não tinham passagens pela polícia

carol
De acordo com a Polícia Civil, apenas um dos 12 mortos teve a confirmação de crimes registrados contra ele | FOTO: Carol Garcia/Secom/GOVBA |

Dezesseis vítimas da ação policial que resultou na morte de 12 pessoas no bairro do Cabula, na última sexta-feira (6), em Salvador, não têm passagens pela polícia, segundo informações confirmadas pela assessoria de comunicação da Polícia Civil (PC) ao Portal G1, nesta quarta-feira (11). Ao todo, 18 pessoas foram baleadas. De acordo com a PC, apenas um dos 12 mortos teve a confirmação de crimes registrados contra ele, e também um dos feridos na ação. O órgão ainda diz que o número total de pessoas baleadas no confronto com policiais foi atualizado e subiu para cinco porque pacientes foram localizados em hospitais. Um das pessoas baleadas que não tem passagem pela polícia é um adolescente de 16 anos, que foi apreendido durante a ação após ser atingido de raspão.

Segundo a polícia, as pessoas localizadas em hospitais com ferimentos são Luís Alberto de Jesus Filho, de 28 anos, que foi socorrido para o Hospital do Subúrbio e teve mandado de prisão cumprido. Ele permanece custodiado na unidade hospitalar nesta quarta-feira. A outra vítima localizada é Diego Santos Silva. Ele foi levado para o Hospital São Rafael, mas foi liberado antes de ser ouvido pela polícia. Diego não tem passagem pela polícia, mas está foragido, segundo informou o órgão. Ainda de acordo com a Polícia Civil, Luis Alberto, que está custodiado na unidade hospitalar, e Evson Pereira dos Santos, morto durante ação policial, são as únicas vítimas que tinham passagem pela polícia. Quatro delegados acompanham o caso.

Parentes de vítimas
“Eles estavam no ponto [de tráfico], [os policiais] renderam e mataram”. A versão é do irmão de uma das 12 pessoas mortas durante ação de policiais militares na Vila Moisés, Estrada das Barreiras, no bairro do Cabula, em Salvador, na madrugada de sexta-feira (6). Quatro pessoas, entre eles um PM, ficaram feridas na ação – desses, dois suspeitos estão internadas em estado grave de saúde e mais dois receberam alta, entre eles, o policial. De acordo com jovem de 24 anos, que não será identificado por questão de segurança, o irmão tinha 18 anos e tinha envolvimento com tráfico.

O irmão do jovem relata, ainda, que três dos suspeitos conseguiram fugir e se esconderam num matagal, sendo encontrados pela polícia por volta das 8h e também mortos. Ele disse que os crimes podem ter sido cometidos em vingança pela morte de um coronel na região, há cerca de um mês. O irmão do adolescente disse que o jovem de 18 anos morava com a avó, que está viajando e ainda não foi informada sobre o caso. A noiva do irmão da vítima disse que uma irmã dele, que mora na Suíça, soube do envolvimento dele com as drogas e já planejava a ida dele para o país. As informações são do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios