Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Operação policial aumenta em mais de 50% os flagrantes durante o Carnaval

foto
Balanço da Segurança no Quartel dos Aflitos | FOTO: Reprodução/Manu Dias/GOVBA |

Desde a última quinta-feira (12) até o início da manhã desta segunda (16), o número de pessoas autuadas em flagrante em Salvador cresceu 53,8% em comparação com o Carnaval do ano passado. O reforço no trabalho conjunto das polícias Civil e Militar fez com que o número de flagranteados pulasse de 52, em 2014, para 80 pessoas neste ano. O local que mais contribuiu para essa estatística foi o circuito Dodô, na orla da capital, onde os registros foram o dobro do que os contabilizados no último ano, saindo de 28 para 56 em 2015, no acumulado dos cinco primeiros dias de operação policial. Os dados foram divulgados durante a reunião de balanço de segurança realizada na manhã desta segunda-feira, no Quartel dos Aflitos.

Além do número de flagrantes, também cresceu a quantidade de pessoas conduzidas pelos policiais e de presos por uso e tráfico de drogas. Ao todo, foram 1503 conduzidos, 57,7 % a mais que 2015, enquanto houve 789 pessoas em ocorrências relacionadas a drogas, como maconha, cocaína, crack e extase, número 125,4% maior que o ano passado. Desde o início da ostensiva policial, foram registradas cinco tentativas de homicídio, todas no circuito Osmar, no centro da cidade, um número igual ao de 2014. Na última madrugada, foi registrado também o único homicídio desde então no Campo Grande, nas proximidades do Teatro Castro Alves, uma estatística semelhante à registrada no ano passado. Não foram contabilizados crimes de lesão corporal seguida de morte.

As ocorrências de lesão corporal também diminuíram em 6,8%, caindo de 118 em 2014, para 110 neste ano. De acordo com o secretário de Segurança Pública do Estado, Maurício Barbosa, o empenho dos policiais e o reforço da vigilância nas ruas são a causa da redução dos índices de criminalidade, mas as investigações continuam para fazer os números de violência caírem ainda mais. “Temos percebido, ao longo dos dias de Carnaval, um aumento da violência também relacionada a alguns artistas, em específico, que incitam a população a essas atividades. É preciso coibir essas práticas para que os trabalhos das polícias Civil e Militar tenham ainda mais eficácia. Quanto às ocorrências mais graves, intensificamos o serviço de inteligência para dar uma solução o mais rápido possível “.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios