AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Cachoeira: Literatura, artes cênicas e música negras estarão presentes na Flica

foto5
A maior parte das ações acontecerá no Espaço Educar para Transformar, juntamente com outras secretarias e órgãos estaduais | FOTO: Nerivaldo Góes |

A temática étnico-racial estará presente na Festa Literária Internacional de Cachoeira (FLICA) de diversas formas, no período de 15 (quinta) a 17 (sábado) de outubro. A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) organizou lançamento e divulgação de livros, apresentação de sarau, programação infantil, dentre outras atividades. A maior parte das ações acontecerá no Espaço Educar para Transformar, juntamente com outras secretarias e órgãos estaduais. Neste ambiente, uma sala de leitura leva o nome Milton Santos, em homenagem ao geógrafo negro baiano que teve presença marcante na vida acadêmica e política da Bahia.

No conjunto de atividades programadas para o Educar para Transformar está a participação do Bando de Teatro Olodum, na quinta-feira (15), às 18 horas, com o sarau “Vozes Negras”. Na sexta-feira (16), serão lançados os livros “Pele da Cor da Noite”, de Vanda Machado, doutora em Educação e pesquisadora de cultura afro-brasileira, além da obra “Edvaldo Bala Valério – a Braçada da Esperança”, do jornalista Raphael Carneiro, que trata da trajetória de Edvaldo Valério, primeiro negro brasileiro a ganhar uma medalha olímpica na natação.

Durante a Flica também será realizado no sábado (17), às 14 horas (no Claustro), o lançamento da Década Internacional Afrodescendente, iniciativa que agrega uma série de compromissos do governo baiano até 2024, nos eixos do reconhecimento, da justiça e do desenvolvimento para as comunidades negras. Na sequência a mesa “Diálogos” reúne o romancista nigeriano Helon Habila e o escritor baiano José Carlos Limeira. Neste mesmo dia, às 17 horas, no Espaço Educar para Transformar, a professora Maria Anória de Oliveira lança a publicação “Áfricas e diásporas na Literatura Infanto-Juvenil no Brasil e em Moçambique”.

Outras programações
Para além do Espaço Educar para Transformar, a literatura negra infantil será trabalhada, com participação do educador Jorge Conceição, que fará contação de história a partir da série “Boi Multicor”. A atividade está prevista para a sexta-feira (16), às 11:30 horas, no Cine Cine-Teatro Cahoeirano. Em frente ao espaço, também haverá a exibição de uma série de documentários que tratam de temas ligados às lutas, conquistas e cultura negras. Já a programação musical da Flica conta com shows do grupo cultural IlÊ Aiyê e do cantor de Sine Calmon, natural de Cachoeira e uma das mais expressivas personalidades do reggae no Brasil.

Ampliação
Nesta edição, o Governo do Estado ampliou sua atuação na Flica, com a participação articulada de diferentes secretarias e órgãos para o desenvolvimento de atividades relacionadas às áreas de educação, cultura e turismo. A maior parte da programação vai acontecer no Espaço Educar para Transformar, localizado em frente à Câmara Municipal de Cachoeira.

Lá, o público poderá conferir lançamento de livros, exposições, contação de histórias e saraus, entre outros eventos. O governo também é um dos responsáveis pela viabilização da festa, através do programa de incentivos fiscais Fazcultura, uma parceria das secretarias estaduais de Cultura e da Fazenda. O evento conta, ainda, com patrocínio da Coelba e da Oi e apoio cultural da Oi Futuro, da Prefeitura Municipal de Cachoeira, do Sebrae e da Odebrecht.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios