Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Chapada: Educadores fecham estrada e protestam contra projeto que altera direitos de servidores

foto678
A suspensão das atividades foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores de Educação do Estado da Bahia | FOTO: Reprodução/PRF-BA |

Professores das cidades de Seabra e Lençóis, na Chapada Diamantina, bloquearam trecho do KM 390 da BR-242, no final da manhã da quinta-feira (14), durante uma hora, para protestar contra o Projeto de Lei Complementar 257/16 que, segundo a categoria, altera direitos dos servidores públicos. As informações são do G1, que foi informado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que a ação dos professores acabou por volta das 11h com a pista liberada. Conforme dados, a manifestação foi em adesão ao movimento nacional de docentes, que parou atividades na capital e no interior na quarta (13) e nesta quinta-feira (14).

A suspensão das atividades foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores de Educação do Estado da Bahia (APLB). Segundo a entidade, a proposta de legislação, que tramita na Câmara dos Deputados, pode congelar salários, alterar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e regras de Previdência Social, além de colocar em risco a realização de concursos públicos. Em comunicado ao site, a Secretaria Estadual de Educação (SEC) diz respeitar “o direito de organização e de manifestação dos trabalhadores da educação”.

Durante a manifestação da BR 242, um congestionamento de cerca de dois quilômetros se formou no sentido Barreiras e 1 km, no sentido da cidade de Itaberaba. Conforme a polícia, em publicação do G1, uma das pistas foi esvaziada pelos manifestantes após negociação e foi totalmente liberada em seguida. Jornal da Chapada com informações do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios