CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Chapada: Brigadistas seguem atuação para debelar foco de incêndio no Gerais do Rio Preto

fot6
Fogo está descendo o Beco do Guiné e preocupa moradores da região | FOTO: Reprodução/Edmar Carvalho |

Existem vários tipos de protestos, uns de mau-gosto e agressivos, outros que respeitam a democracia, e tantos outros que beiram à estupidez. Foi o que aconteceu na região da Chapada Diamantina nesta segunda-feira (23), com o surgimento de um foco de incêndio no Gerais do Rio Preto, próximo ao distrito de Guiné, no município de Mucugê. É que o fogo, segundo informações que chegaram ao Jornal da Chapada, foi criminoso com a intenção de protestar contra a passagem da Chama Olímpica pela região chapadeira – como se a vegetação fosse a culpada pelo evento deste tipo no país.

Sem tocar no assunto da tocha, a Brigada Voluntária do Vale do Capão, ligada à Associação de Condutores e Visitantes (ACV-VC), informou, via rede social, que continua em combate no Gerais do Rio Preto. “A linha de fogo segue a noroeste do PNCD [Parque Nacional da Chapada Diamantina] sentido Esbarrancado. A brigada informou via rádio que a linha que está no Gerais está sendo combatida e que o PNCD deve ficar atento para a possível descida do fogo pela beira da serra na região do Esbarrancado”.

De acordo com o brigadista e chefe de operações do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Edmar Carvalho, o fogo no Gerais do Rio Preto começou às 9h30 da manhã desta segunda (23) e agora à noite, está descendo o morro do Beco em Guiné. “Nove guerreiros da Brigada do Vale do Capão em combate, seguindo o reforço de 11 combatentes da Brigada unificada de Tejuco e Barriguda”, comunica Carvalho também em rede social.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios