Salvador: Mulher com a Palavra destaca ações de enfrentamento à diferença de gênero

Postado em ago 31 2016 - 10:38am por Jornal da Chapada
sofot

3ª Edição do Projeto Mulher com a Palavra, traz como convida a cantora Zélia Duncan, no Teatro Castro Alves | FOTO: Pedro Moraes/GOVBA |

O empoderamento feminino ganhou destaque na noite da terça-feira (30), durante a terceira edição do Projeto Mulher com a Palavra, realizada no Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador. Idealizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), o evento atraiu grande plateia, que lotou a sala Principal do TCA em um bate-papo sobre o crescimento e o fortalecimento do papel das mulheres na sociedade.

Mediadora do evento, a jornalista Maíra Azevedo – popularmente conhecida como Tia Má, por seu canal no Youtube, e considerada pelo site ‘Blogueiras Negras’ como uma das 25 mulheres mais influentes da internet – esquentou o debate e defendeu que o empoderamento é um ato diário.“Falar sobre empoderamento é estimular as mulheres a não se submeter ao que a sociedade tenta impor. No passado, tinha mulher que tinha vergonha e medo. Hoje, elas estão cada vez mais dispostas a enfrentar o contexto social em busca de respeito”, afirmou Maíra.

Na ocasião, a titular da SPM, Olívia Santana, oficializou o lançamento do projeto Caravana Cravos e Rosas na Paz, desenvolvido pelo Governo do Estado, em parceria com o Instituto Avon, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), que visa prevenir e enfrentar a violência de gênero na Bahia, por meio de ações educativas e culturais, incluindo cidades que apresentam elevados índices de violência contra a mulher. O projeto será iniciado nesta quarta-feira (31), no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

“A Bahia ganhou duas aliadas importantes [Instituto Avon e ONU] no fortalecimento do empoderamento da mulher e no combate à violência de gênero. Eles vão fortalecer as diversas ações que o Governo do Estado já desenvolve nesta área”, destacou a secretária.

A cantora Zélia Duncan, convidada especial desta edição do Mulher com a Palavra, contribuiu com a discussão, relatando a sua trajetória e reforçando as possibilidades de escolha do público feminino. “Eu já fui muitas coisas na vida antes da música, inclusive joguei basquete. Tinha vergonha da minha altura e da minha voz grave. Só que com o passar do tempo amadureci muito. É muito claro pra mim que as mulheres podem ser o que quiserem e do jeito que quiserem. As coisas são sempre mais difíceis para uma mulher, a gente sabe, mas nós podemos tudo”, enfatizou.

O encontro contou com patrocínio da Bahiagás e apoio da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), por meio do TCA e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), além do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), através da TVE e da Rádio Educadora FM. Da Secom-GOVBA.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.