CidadesCuriosidadesMenu PrincipalSaúde

#Polêmica: Implante de silicone pode apresentar riscos; confira dicas de cirurgião plástico

foto2
Depois da polêmica envolvendo a Youtuber Camilla Uckers, o cirurgião plástico Dr. Bernardo Fontes explica que problemas são possíveis, apesar de não serem tão comuns | FOTO: Divulgação |

Nas últimas semanas o caso da YouTuber Camilla Uckers vem ganhando força na internet e nos veículos de comunicação de todo o país. Após uma cirurgia plástica de implante de silicone no bumbum (gluteoplastia), a cearense teve sérias complicações e chegou a ponto de retirar a prótese com urgência. O fato levantou polêmica sobre a realização de procedimentos cirúrgicos, tendo em vista que a digital influencer também realizou a Rinoplastia e fez preenchimentos no rosto. Além da discussão sobre a realização de plásticas, veio à pauta a importância de escolher um bom profissional.

É importante que o médico seja vinculado ao Conselho Federal de Medicina (CFM) e que seja associado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), ambas são instituições que regulam o exercício da profissão e da especialidade no país. Além de ter boas referências e comprovações sobre o histórico do cirurgião, o paciente precisa ter em mente que toda cirurgia pode apresentar riscos, embora o cirurgião plástico Dr. Bernardo Fontes afirme que a retirada da prótese não seja uma prática tão comum. O especialista baiano explica que os principais problemas podem envolver o implante na mama e no glúteo.

Contraturas, infecção, rejeição e um fenômeno chamado rippling (que em português pode ser traduzido como a dobra ou enrugamento da prótese) são mais comuns na mama, enquanto que no glúteo pode ocorrer infecção, rejeição, dobra, rotação do implante, saída do plano de implantação e dores. “Geralmente, o implante de silicone não costuma apresentar problemas, mas pode haver riscos ao paciente como em qualquer procedimento cirúrgico. A depender do caso, é possível tratar de forma mais tranquila e em outros é preciso retirar o implante, principalmente quando há infecção. Na mama, o rippling é muito comum quando a paciente tem uma pele muito fina e acontece da prótese ficar um pouco ‘apertada’.”

O cirurgião plástico chama atenção para as complicações na mama que envolvem a contratura ocasionada pelo excesso do processo de cápsula da prótese, fazendo com que o paciente apresente quatro graus diferentes, indo do leve ao grave. “O grau mais leve (o 1), normalmente, não precisa mexer muito, mas nos casos de graus mais graves que são do 3 para o 4 é preciso retirar o implante. Também existe um fenômeno chamado ‘double bubble’ que é a dupla bolha em casos de mamoplastia. Isso acontece quando a mama descola sobre a prótese formando uma dupla bolha. Esse problema é comum quando o médico coloca a prótese submuscular fazendo com que a mama desabe, podendo acontecer de a prótese ficar alta e a pele cair sobre a prótese,” esclarece.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios