Vereador do DEM de Salvador ingressa com ação para suspender disciplina sobre o “golpe” na Ufba

Postado em mar 4 2018 - 1:01pm por Jornal da Chapada
aleluia

O democrata salientou que também ingressará contra a disponibilização dessa disciplina em outras universidades | FOTO: Divulgação |

O líder do DEM na Câmara Municipal de Salvador, vereador Alexandre Aleluia, ingressou, na última sexta-feira (2), com ação popular na 16ª Vara Federal em Salvador para suspender a disciplina “Tópicos Especiais em História: O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil”, que será oferecida pelo Departamento de História da Universidade Federal da Bahia (Ufba). O democrata salientou que também ingressará contra a disponibilização dessa disciplina em outras universidades, tais como UnB e UFAM.

“Não é novidade que as universidades estão aparelhadas e que servem quase que unicamente para formar militantes e não pensadores. O que ocorre na Ufba é uma afronta ao povo brasileiro que paga impostos para que haja ensino e pesquisa realizados seriamente. A universidade deve debruçar-se sobre os fatos, a realidade e estudá-la. Mas a disciplina em questão impõe um delírio como realidade”, disse o líder do DEM.

“Eu defendo a autonomia universitária e é exatamente por fazer essa defesa que vejo que a universidade não deve estar subordinada a um partido e à sua agenda”, disse. “Reitor, diretores de unidade e professores anulam essa autonomia quando entendem ser normal criar uma disciplina para defender o PT”, apontou Alexandre Aleluia.

“A disciplina já traz uma interpretação dos fatos e não criará, a partir desta avaliação, uma análise isenta e objetiva da realidade. Infelizmente, a ideologia ocupa o lugar da realidade nas universidades; por conta disso, as universidades brasileiras tornam-se cada vez mais irrelevantes nacional e internacionalmente”, salientou Alexandre Aleluia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.