Deputado rebate secretário: “Legalizar maconha é opção de quem não tem condições para combater tráfico”

Postado em mar 26 2018 - 5:32pm por Jornal da Chapada
heber

O deputado estadual Heber Santana defende revisão da legislação penal para endurecer as penas para traficantes | FOTO: Divulgação | 

“Encarar o tráfico de drogas simplesmente como uma atividade econômica e defender a legalização da maconha é posicionamento de quem não tem condições para combater o tráfico de drogas”, afirma o deputado Heber Santana (PSC), criticando declarações do secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa. Segundo o chefe da SSP-BA, “a legalização da maconha no Brasil é uma forma de ‘quebrar’ o faturamento das quadrilhas, principalmente em estados do Nordeste”. Mas, para Heber Santana, “esse é o pensamento de quem prefere ir pelo caminho pretensamente mais fácil e não tem alternativas nem disposição pra enfrentar o tráfico”.

Pós-graduado em Planejamento Urbano e Gestão de Cidades, e presidente da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembléia Legislativa da Bahia, o deputado Heber Santana defende a revisão da legislação penal para endurecer as penas para traficantes e fortalecer o combate ao tráfico. “Por trás da maioria dos crimes contra a vida e contra o patrimônio está sempre o tráfico de drogas”, diz o parlamentar, avaliando que “combater esse mal é o caminho direto para enfrentar e reduzir a criminalidade e mortes violentas no Brasil”.

O deputado aponta ainda a necessidade de investimentos em tratamento para dependentes químicos, e a disseminação das artes e da prática esportiva com parte de políticas públicas para combater as drogas. “Precisamos trabalhar e criar alternativas para evitar o consumo”, diz Heber Santana, que trabalha visando conquistar uma cadeira na Câmara Federal, onde pretende debater soluções para esse grave problema nacional. As informações são de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.