#Bahia: Políticos baianos prestam queixa de clonagem de telefones; bandidos pedem depósitos

Postado em mar 29 2018 - 12:00pm por Jornal da Chapada
foto56

Um amigo do vice-prefeito de Ilhéus chegou a transferência de R$ 3,8 mil, na terça-feira (27), para uma conta bancária após receber uma mensagem acreditando ser do político | FOTO: Divulgação |

Os dois vice-prefeitos das cidades de Ilhéus, no sul da Bahia, e Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros de Salvador, registraram queixas na polícia, na última quarta-feira (28), alegando que tiveram os celulares clonados, assim como ocorreu com os ministros do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o da Casa Civil, Eliseu Padilha e Carlos Marun, da Secretaria de Governo, todos do MDB. Segundo os relatos das vítimas, após os números de celulares terem sido clonados, mensagens foram enviadas aos contatos deles, por meio de um aplicativo de mensagens instantâneas, pedindo depósitos bancários. Todos afirmam, no entanto, que não são os responsáveis pelas mensagens. Ainda não há informações sobre os autores do ato.

Um amigo do vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal (Rede), chegou a fazer uma transferência de R$ 3,8 mil, na terça-feira (27), para uma conta bancária após receber uma mensagem acreditando ser do político. Ele também foi na delegacia após perceber que se tratava de um golpe, segundo informou a Polícia Civil da cidade. “Ontem [terça], por volta das 19h, meu celular ficou sem sinal e eu não consegui mais entrar no aplicativo, porque pedia uma senha. Hoje de manhã, o sinal voltou, mas o programa continuava com problema. Desinstalei o aplicativo e instalei novamente, mas não teve jeito. Foi então que fui na operadora e descobri que meu número tinha sido clonado e que a pessoa que clonou estava pedindo dinheiro para os meus contatos como se fosse eu”, disse José Nazal.

O vice-pefeito contou que uma mensagem pedindo dinheiro foi enviada para o grupo de servidores da prefeitura. Além do amigo que transferiu os R$ 3,8 mil, outro colega do vice-prefeito também teria caído no golpe, segundo ele. A Polícia Civil da cidade, no entanto, não tinha recebido queixa dessa segunda pessoa até a última quarta. “Dois amigos meus caíram no golpe. Um transferiu 3,8 mil e outro R$ 5,3 mil para as contas indicadas na mensagem, sendo uma delas do Maranhão. Fui na delegacia e fiz o registro da queixa. A operadora também disse que está investigando como isso ocorreu. Não emprestei o meu celular a ninguém e não sei como foi isso”, disse Nazal, que ressaltou que, por indicação da operadora, vai mudar de número.

O vice-prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, também prestou queixa na polícia

O vice-prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, também prestou queixa na polícia na tarde desta quarta-feira (28). Segundo Colbert, um estelionatário usou o número dele num aplicativo e enviou mensagens pedindo dinheiro a pessoas ligadas a ele politicamente. O político não informou se alguém chegou a fazer algum tipo de depósito ou transferência. Colbert usou seu perfil nas redes sociais para falar sobre a situação.

“Meu número foi clonado e um CRIMINOSO, se passando por mim, enviou mensagem pedindo dinheiro aos meus contatos. SE TRATA DE UM ESTELIONATÁRIO QUE ESTÁ SE PASSANDO POR MIM. Então, desconsidere qualquer mensagem de pedido de dinheiro em meu nome utilizando. Já bloqueei o número de final 4423 e fiz um Boletim de Ocorrência nesta quarta-feira (28) para que o crime seja investigado pela Polícia Civil e posteriormente seja punido. Também estou em contato com a operadora de telecomunicação responsável pelo número. Se foi lesado, não deixe de procurar a polícia e faça um BO”, postou. Jornal da Chapada com informações do G1.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.