#Vídeos: Movimentos sociais realizam manifestação e ocupam sede da Rede Bahia em Salvador

Postado em abr 17 2018 - 9:27am por Jornal da Chapada

Entre os ocupantes estão integrantes do MST e da CUT | FOTO: Divulgação/MST |

Um grupo formado por membros de movimentos sociais ocupou a área externa da sede da Rede Bahia, em Salvador, no começo da manhã desta terça-feira (17), para protestar a favor da democracia brasileira e contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ato foi organizado pela Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo e faz parte do dia nacional de lutas em ‘Defesa da democracia e pela liberdade de Lula’.

Entre os ocupantes estavam integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Empunhando bandeiras eles gritavam palavras de ordem, como ‘Lula livre’. O grupo reclama da agenda realizada pelo congresso e pelo governo Temer, qual chamam de “entreguista e anti-popular”.

“Além da agenda entreguista e anti-popular realizada pelo congresso e pelo governo Temer nesse período, este ano houve o aprofundamento do golpe com a condenação e prisão política e injusta do ex-presidente Lula”, aponta nota enviada para a imprensa.

No entendimento deles a Rede Globo teve papel importante nesse momento político do país. Eles chegaram a pintar os dizeres ‘TV Bahia Golpista’ na rua em frente à empresa de comunicação. Presente ao ato, a estudante de Saúde Coletiva e membro da Direção Estadual do PT, Danielle Ferreira, diz que o objetivo da manifestação é “denunciar o papel que os meios de comunicação cumprem”.

“Apoiaram o impeachment da presidenta Dilma, fizeram todo esse processo dizendo pra população, tentando convencer a população de que havia um crime de responsabilidade, que depois se provou não existir, então está ali configurada a face do golpe em 2016 e de lá pra cá, todo um processo de demonstração e exibição das lideranças dos movimentos populares e da esquerda de forma negativa”, acusa a estudante. Para ela, a Rede Globo e suas filiais cumpriram essa função, funcionando como “instrumento de criminalização” desses grupos.

Já o presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Aurino Pedreira, responsabiliza ainda a emissora pelo resultado do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Supremo Tribunal Federal (STF). Para ele, a emissora induziu a posição da Corte.

“A Rede Globo é símbolo em monopólio da mídia desse país da tentativa de retirada de direitos da sociedade”, acusa. Policiais da 41ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) acompanharam o ato, que foi encerrado pelos manifestantes com uma caminhada. Jornal da Chapada com informações do Bahia Notícias. Texto editado às 11h45 para acréscimo de informações.

Vídeo do momento da ocupação

Ato ao vivo

Mais imagens

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.