Chapada: Prefeitura de Jussiape firma contratos de altos valores com empresas e assusta moradores

Postado em maio 4 2018 - 9:49pm por Jornal da Chapada
capa

Os extratos de contratos foram publicados no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 2 de maio, mas os contratos firmados datam de 2 de abril | FOTO: Reprodução/Erick Francklin |

Uma denúncia foi encaminhada ao Jornal da Chapada, nesta sexta (4), sobre gastos excessivos realizados pela prefeitura de Jussiape, na Chapada Diamantina. Os moradores estão indignados, e já circula nas redes sociais os extratos dos contratos com destaque para os valores investidos nos serviços de aquisição de gêneros alimentícios, produtos de limpeza, papelaria e gráfica.

Os extratos de contratos, assinados pelo prefeito Éder Jakes Souza Aguiar (MDB), foram publicados no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 2 de maio, mas os contratos firmados datam de 2 de abril. De acordo com DOM, a prefeitura gastará R$ 197.478,00 na aquisição de “gêneros alimentícios, cárneos, destinados a atender às necessidades do hospital municipal, para o preparo de merenda e para atender às necessidades de diversos setores deste município de Jussiape”.

Os arquivos rabiscados que circulam na internet

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para obtenção de diversos materiais de limpeza, higiênicos e utensílios domésticos, destinados à manutenção e reposição de todos os setores da prefeitura, a gestão investirá R$ 243.175,00 até o último dia deste ano. Já no setor de papelaria, a prefeitura gastará R$ 655.666,15 para a aquisição de diversos materiais de expediente, escritório e utensílios, que será destinada aos programas ‘Primeira Infância’, ‘TOPA’, ‘Brasil Alfabetizado’ e demais necessidades do município.

Outro extrato de contrato destacado do Diário Oficial, que circula nas redes sociais, é o com uma gráfica. Nele, a empresa contratada receberá o valor de R$ 315.674,05 para prestar serviços na confecção de materiais gráficos para a manutenção das secretarias de Jussiape. Todos os contratos citados têm vigência até dia 31 de dezembro deste ano.

O internauta que enviou a denúncia para o JC promete que estará acompanhando o posicionamento da prefeitura a este respeito. “Vamos ficar de olho nos políticos da nossa região, já não vivo mais na Bahia, principalmente na Chapada Diamantina, mas tenho muitos parentes e amigos que vivem por aí”. O jornal tentou contato com a gestão municipal, mas até o fechamento desta matéria não obteve êxito.

As imagens que ilustram esse texto são das páginas 7, 10, 14 e 17 do Diário Oficial do Município que foram destacadas em arquivos que circulam nas redes sociais. Para ver o arquivo completo basta clicar aqui e ir nas páginas citadas.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.