Chapada: Missão Marista de Solidariedade envolve estudantes de Nova Redenção em diferentes atividades

Postado em jul 23 2018 - 12:35pm por Jornal da Chapada

Os 50 participantes da missão, entre estudantes do ensino médio, ex-alunos, familiares e educadores, promoveram 32 oficinas para os alunos das escolas da cidade | FOTO: Montagem do JC |

O município de Nova Redenção, na Chapada Diamantina, recebeu entre os dias 17 e 21 de julho a Missão Marista de Solidariedade (MMS) 2018, organizada pelo Colégio Marista Patamares. A prefeita Guilma Soares (PT) e o líder político Ivan Soares estiveram presentes no encerramento e falaram sobre a importância da realização da missão, que aliás, já tem data prevista para uma próxima edição, julho de 2019. A missa de encerramento foi realizada por Dom André, bispo da diocese de Ruy Barbosa.

Segundo a coordenação, essa foi a primeira vez que tiveram um bispo celebrando na Missão. José Braga, coordenador da MMS, agradeceu ao padre Mário, da Diocese de Nova Redenção, às famílias, aos alunos, professores e diretores das seis escolas envolvidas no projeto pelo acolhimento no município e à prefeita Guilma Soares e Ivan Soares pelo apoio. Guilma e o líder político Ivan Soares fizeram um agradecimento especial ao Colégio Marista pela generosidade de levarem o projeto para Nova Redenção.

“São muitas as instituições de Educação que existem na capital, mas poucas têm essa visão e generosidade que tem o Colégio Marista. Isso é louvável e nós só temos que agradecer e dizer que a missão foi muito positiva. Esperamos que outras edições possam acontecer pois foi muito enriquecedor para o nosso povo, para nossos alunos, professores, idosos e juventude. O que a gente quer é isso, o nosso município pulsando cultura, conhecimento, juventude forte, esclarecida e organizada, porque só assim vamos ter um município cidadão”, disse Ivan. “Eu já amava como filhos. Foram muito bem tratados aqui. Vão voltar em julho 2019”, disse uma mãe ‘adotiva’ durante o encerramento.

Veja mais fotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os 50 participantes da missão, entre estudantes do ensino médio, ex-alunos, familiares e educadores, promoveram 32 oficinas para os alunos das escolas da cidade, que foram realizadas em 108 sessões, para 1.085 alunos e cerca de 135 professores das escolas Jardim Encantado, Maria Emília, Regina Senna, Educandário Rômulo Galvão e Colégio Estadual Edilson Joaquim dos Santos. Grupos do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). Três das oficinas tiveram conteúdos pastorais na Igreja. Além disso, famílias de comunidade em situação de vulnerabilidade também foram atendidas pelos missionários.

As oficinas foram aplicadas durante o período de aula. Entre os temas abordados estiveram a prevenção ao bullying, jogos matemáticos, redação em prática, estímulo à leitura abordado a partir da oficina de fantoches, empreendedorismo, cidadania e direitos humanos, educação inclusiva, dança, demonstração de grafitagem, dentre outros. A experiência de envolvimento social contou com uma grande celebração que reuniu missionários e redençoenses, no Centro de Convivência Social (CCS), para uma Noite Cultural, na última sexta-feira (20) onde aconteceram diversas apresentações de ballet, poesia, grupos de dança, capoeira e cantoria.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.