#Bahia: Plenário da Assembleia funciona provisoriamente no Auditório Jorge Calmon

Postado em jul 30 2018 - 5:39pm por Jornal da Chapada
capa

Auditório Jorge Calmon na Alba onde passará a funcionar o plenário | FOTO: Divulgação/Vaner Casaes |

O plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) será provisoriamente transferido para o Auditório Jorge Calmon nesta quarta-feira (1º), em decorrência da interdição parcial do Palácio Deputado Luís Eduardo Magalhães, atingido por um incêndio que danificou o terceiro andar. Todos os órgãos de apoio ao plenário funcionarão no anexo Senador Jutahy Magalhães, até o encerramento dos trabalhos do Departamento de Polícia Técnica e a posterior limpeza.

O presidente Angelo Coronel instituiu um Grupo de Ação Administrativa (GAA), para adotar as ações emergenciais de forma que não haja paralisação dos trabalhos legislativos – e hierarquizar as providências necessárias à recuperação da área atingida. Para Coronel, é importante que a perícia seja concluída no menor prazo possível, mas enquanto isso não ocorrer o Legislativo cumprirá com suas obrigações, como sempre aconteceu, sendo o desconforto momentâneo suprido pela certeza do dever cumprido.

Nesta segunda-feira (30), o GAA reuniu os diretores, coordenadores e gerentes dos departamentos sediados no edifício principal para informar sobre as primeiras decisões que assegurarão o funcionamento da Casa, além de pedir o empenho e a colaboração de toda a “família do Legislativo” até que o período emergencial seja ultrapassado. Não há prazo para o retorno das atividades no Palácio Luís Eduardo Magalhães. A expectativa é que isto aconteça após a liberação pelo DPT e pela perícia da seguradora que foi acionada nesta segunda-feira.

Entre as mudanças definidas está a suspensão de todas atividades relacionadas com aperfeiçoamento de pessoal na Escola do Legislativo – que funciona no anexo Senador Jutahy Magalhães. Salas utilizadas para cursos ou treinamento “hospedarão”, provisoriamente, segmentos como a própria Diretoria Financeira, a Secretaria Geral da Mesa, Diretoria de Apoio Parlamentar, a Secretaria Geral das Comissões, o Departamento de Taquigrafia e outro órgãos.

O Grupo de Ação Administrativo permanecerá se reunindo na sala de reuniões da TV Assembleia e a Superintendência de Recursos Humanos já estava funcionando em outro espaço. Após a liberação do prédio será iniciada a limpeza, bem como o monitoramento do escoamento e secagem da água utilizada para apagar o incêndio. As obras devem ser retomadas após estes procedimentos. As empresas responsáveis são Cland Construção e Locação LTDA e Fialho Reis Construções e Reformas LTDA-ME. Ambas contratadas em regime de licitação com o critério menor preço. As informações são de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.