Chapada: Editoras baianas têm espaço garantido na Feira Literária de Mucugê

Postado em ago 14 2018 - 4:34pm por Jornal da Chapada

Durante a Fligê, as editoras parceiras expõem suas publicações e suas linhas editorais, apresentam novos escritores e títulos que dificilmente são encontrados nas livrarias | FOTO: Divulgação |

Oportunidade para ampliar seu alcance e sua distribuição, a Feira Literária de Mucugê (Fligê), desde a sua primeira edição, abre espaço para as editoras baianas, com o objetivo de divulgar os seus catálogos, encontrar novos públicos e chegar até a Chapada Diamantina. Durante a Fligê, as editoras parceiras expõem suas publicações e suas linhas editorais, apresentam novos escritores e títulos que dificilmente são encontrados nas livrarias. Em 2018, participam as editoras Caramurê, Casarão do Verbo, Humanidades, Edições Uesb e Editora da ALBA.

Com grande destaque no mercado editorial baiano, a editora Caramurê vem se destacando também no mercado nacional. Focada na qualidade dos seus títulos e com 90% dos seus autores baianos, a Caramurê se destaca pela qualidade e design arrojados dos seus livros, como exemplo nas publicações de arte, como 50 anos de arte na Bahia, da crítica de arte Matilde Matos, e Salvador, uma iconografia através dos séculos, dos autores Fernanda Terra, Francisco Sena e Daniel Rebouças.

“A Caramurê tem como missão difundir a literatura, as artes e a cultura da Bahia”, afirma o editor Fernando Oberlaender. Há quase 20 anos desenvolvendo literatura infantil, com compromisso com o processo efetivo de ensino e aprendizagem, a editora Humanidades vai levar para a Fligê, além de um catálogo com mais de 30 títulos, muita diversão para as crianças que curtem aventura e aprendizado. “Feiras como a de Mucugê são cruciais para a divulgação da boa literatura e o crescimento de editoras como a Humanidades”, acredita a consultora Tatianne Navarro.

Fundada em Anagé, cidade do sudoeste baiano, a editora Casarão do Verbo publica ficção brasileira, estrangeira, quadrinhos, poesia e ensaios. “Nós entendemos o negócio editorial a partir da visão de que uma editora deve estar diretamente comprometida com a melhoria dos índices de leitura e com a formação intelectual de seus leitores. E que isso é caminho para uma vida plena e autônoma”, diz a editora. Entre os seus autores estão Herberto Sales, Antonio Calloni e Fernando Conceição.

A Edições Uesb, criada em 1999, dedicada às publicações técnico-científicas, periódicos e textos didáticos tem ampliado o seu horizonte com livros artístico-literários e títulos que buscam atingir o público em geral. Sua participação na Fligê é uma forma de divulgação do seu catálogo e do conhecimento que produz.

Assembleia Legislativa da Bahia
Parceira e apoiadora da Fligê, a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) leva para Mucugê o seu catálogo completo de publicações, para distribuição gratuita à rede escolar da cidade e da região. Nesta edição, será lançado pela Alba o livro ‘Composições entre sertões e chapadas’, organizado pela professora e curadora da Feira, Ester Figueiredo, primeira publicação do selo Fligê.

A publicação é produto da Fligê 2017. “Uma espécie de recorte da nossa programação, que sistematizamos em livro”, explica a organizadora. Os estandes das editoras, neste ano de 2018, estarão na Praça dos Garimpeiros, próximo do Centro Cultural. As informações são de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.