Vereador de Vitória da Conquista é afastado do cargo após operação da Polícia Federal

Postado em ago 30 2018 - 1:07pm por Jornal da Chapada

Vereador Rodrigo Moreira (PP) | FOTO: Divulgação |

Acusado de crime eleitoral na eleição de 2016, o vereador Rodrigo Moreira (PP) é alvo da operação Condotieri, deflagrada na manhã desta quinta-feria (30) pela Polícia Federal em Vitória da Conquista, Itabuna, Wenceslau Guimarães, Salvador e Lauro de Freitas. Rio de Janeiro e Cuiabá também são destinos da operação que afastou o vereador e outras 22 pessoas de cargo públicos. De acordo com a PF, Moreira, em período de campanha em 2016, oferecia empregos no novo presídio de Conquista caso tivesse apoio em sua candidatura.

Além do vereador, estão envolvidos no esquema um ex-presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, o assessor de um deputado federal, um ex-deputado estadual da Bahia, assessores, o ex-diretor do 4º Ciretran de Vitória da Conquista, membros da empresa que administra o novo presídio de Vitória da Conquista, sócios administradores do consórcio Zona Azul, além de outras pessoas. Eles responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, corrupção ativa, corrupção eleitoral, falsidade ideológica, patrocínio infiel e estelionato.

A Condotieri desvendou ainda que a organização criminosa instalada se utilizou da estrutura do Detran e a Zona Azul, além de omitir receitas e falsificar recibos entregues na prestação de contas à Justiça Eleitoral. Os investigados se serviram de pelo menos duas empresas de “fachada” para emissão de notas “frias”, que eram utilizadas para a prestação das contas. As informações são do Política Livre.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.