Projeto Escolas Culturais é lançado em Xique-Xique com apresentações estudantis

Postado em set 1 2018 - 10:34am por Jornal da Chapada

Na oportunidade foram apresentadas atividades culturais e artísticas desenvolvidas por estudantes como poesia, dança, capoeira, música, incluindo fanfarras, além de grupos culturais da região | FOTO: Claudionor Jr. |

Com ampla participação da comunidade escolar e moradores da região, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia realizou, nesta sexta-feira (31), o lançamento do projeto Escolas Culturais, no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Xique-Xique (660 km de Salvador). Na oportunidade foram apresentadas atividades culturais e artísticas desenvolvidas por estudantes como poesia, dança, capoeira, música, incluindo fanfarras, além de grupos culturais da região.

A atividade contou com a presença do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, que destacou o projeto como uma das ações implementadas na rede estadual de acordo o novo perfil de oferta. “Seguimos a proposta de realizar uma mudança profunda na pedagogia das escolas da rede estadual. A comunidade de Xique-Xique ganha uma sede das Escolas Culturais para apresentar uma nova oferta de ensino para os estudantes, agregando arte e cultura à realidade local. Com apoio da Secretaria, a escola pode desenvolver ações que tragam os saberes regionais para os moradores transformando a unidade em um grande polo de atividades e valorização dos aspectos regionais”, afirmou. Pinheiro ressaltou o alcance pedagógico e social do projeto.

“Queremos que a comunidade faça parte da escola interagindo o conhecimento entre todos, aliando mais alternativas no aprendizado dos alunos. Acredito que não se aprende português sentado e olhando para o quadro. O Ensino Médio tem que passar por uma sacudida. A nossa proposta para o MEC é que todas as escolas tenham a possibilidade de ofertar qualquer modalidade de ensino, buscando suprir as necessidades de sua região. Já temos pelo menos um curso técnico de nível médio em 340 municípios e temos o objetivo de chegar a todos até o final do ano. Estamos desenvolvendo ações como o do Ciências na Escola, Cursos Técnicos com alternância, e-Nova Educação, em parceria com o Google, assim como ações de valorização dos professores com cursos online. É bom ressaltar, que as ações são discutidas com os professores e comunidades para vermos o que deve ser implantado”, explicou o secretário, que também autorizou as obras da cobertura da quadra poliesportiva da unidade.

Integrante da banda Geração Lemma, implantada no âmbito da Escola Cultural, o estudante do 3º ano, Douglas Aleixo, 17, também falou sobre a experiência que já está vivenciando. “O projeto está mudando a cara da unidade. Começamos a banda há três meses e estamos muito empolgados. Acho que a Escola Cultural trouxe uma organização e foco para as atividades. Todos que gostam de música podem se reunir, praticar e trocar ideias”, ressaltou.

Para o diretor Emílio Maciel, o grande diferencial das Escolas Culturais é trazer os artistas para dentro da unidade. “Nós trabalhamos com os projetos estruturantes e essa nova iniciativa deu a possibilidade que os alunos tivessem uma maior organização, além de trazermos artista e grupos regionais para a escola, interagindo com os alunos. A ação também tem grande aspecto social pois ocupa a mente dos jovens e começa a identificar muitos talentos”, afirmou.

A coordenadora cultural, Makileide Oliveira, explicou como o trabalho está sendo desenvolvido. “O cenário cultural de Xique-Xique é riquíssimo e esta iniciativa promove a valorização das atividades que são realizadas nas comunidades e na zona rural, ampliando o conhecimento dos alunos com sua própria realidade. Essa interação com certeza vai fortalecer o aprendizado e a cultura regional”, destacou.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.