#Brasil: Empresário nomeado para equipe de transição de Bolsonaro deixa grupo após 48 horas

Postado em nov 9 2018 - 2:00pm por Jornal da Chapada

Marcos é sócio da AM4 Brasil Inteligência Digital, principal fornecedora da campanha do PSL, e uma das empresas envolvidas no escândalo do WhatsApp | FOTO: Reprodução/Folha |

Apenas dois dias depois de ser nomeado para a equipe de transição do governo de Jair Bolsonaro (PSL), o empresário Marcos Aurélio Carvalho divulgou que deixará o grupo. Marcos é sócio da AM4 Brasil Inteligência Digital, principal fornecedora da campanha do PSL, e uma das empresas envolvidas no escândalo do WhatsApp, que distribuiu mensagens falsas, o que beneficiou a campanha de Bolsonaro.

É a primeira baixa na equipe criada para planejar o novo modelo de gestão no país, de acordo com Igor Mello e Jussara Soares, de O Globo. A AM4 recebeu R$ 650 mil para conduzir a campanha do militar na internet. Esses valores podem ser ainda maiores porque o prazo final para a prestação de contas de quem disputou o segundo turno termina no dia 17 de novembro.

A saída do empresário do grupo teve como motivação o fato dele ser criticado pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), filho do militar, por uma entrevista do empresário ao Globo. Marcos declarou que não ocuparia um cargo no governo, mas gostaria de atuar como um assessor informal para Bolsonaro.

O filho do militar ficou irritado e postou no Twitter: “Marketeiro digital? Tem uma galera que não se cansa de querer aparecer e usando títulos que não refletem em uma linha de verdade! Todo mundo querendo se dar bem de algum jeito!”. As informações são da Revista Fórum.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.